Publicidade

quinta-feira, 14 de junho de 2012 Nota | 13:14

Pegada de carbono da Rio+20 deve chegar a 5 mil toneladas

Compartilhe: Twitter

Dados preliminares calculados pela Coordenação de Sustentabilidade do Comitê Nacional de Organização (CNO) indicam que a pegada de carbono deixada pela Rio+20 será da ordem de 5.000 toneladas. Após o término do evento será feita uma nova avaliação. Pegada de carbono é a medida da quantidade de dióxido de carbono (C02) e outros gases com efeito estufa (GEE) que uma pessoa ou atividade produzem.

Rio+20 terá aplicativo para calcular pegada de carbono das delegações

Foram calculadas as seguintes fontes de emissão: Uso de combustíveis nos veículos terrestres oficiais da Conferência; Uso de energia elétrica nos principais locais da Conferência; Disposição de resíduos gerados nos principais locais da Conferência; Viagens aéreas dos delegados credenciados e secretariado das Nações Unidas.

Acompanhe a cobertura do iG sobre a Rio+20
Bolsa verde terá primeira negociação
A história pouco conhecida de um herói ambientalista nacional

Durante a Rio+20, serão realizadas atividades de redução das emissões de GEE. Segundo a Coordenação de Sustentabilidade, “dados preliminares indicam que as emissões decorrentes da organização do evento -associadas ao consumo de combustíveis em equipamentos fixos, transporte terrestre oficial, consumo de energia elétrica e disposição de resíduos sólidos nos principais locais da reunião – serão da ordem de 5.000 toneladas, total bastante inferior ao benchmark identificado em eventos internacionais similares”.

“As emissões decorrentes da organização da RIO+20 que não puderem ser reduzidas serão compensadas através do uso das ‘reduções certificadas de emissão’ (RCEs) provenientes de projetos brasileiros do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL),estabelecido pelo Protocolo de Quioto. O uso do MDL garante que as reduções são reais, adicionais e mensuráveis.”

Autor: Tags: , , ,

2 comentários | Comentar

  1. 52 shirlei horta 19/06/2012 19:56

    Tenho sérias dúvidas a respeito da pertinência dessas avaliações. Verdade seja dita, já faz um tempão que quase todos os eventos desse tipo podem ser feitos pela internet – video conferência, palestras, acesso a documentos etc. Mas é um cinismo mal disfarçado “esquecer” que a indústria turística do Rio de Janeiro foi a maior beneficiada pelo evento. Nenhuma equação só de “custos” serve para qualquer coisa; é preciso torná-la comparativa. Como na relação custo-benefício, por exemplo.

  2. 51 Fernando César da Silva 15/06/2012 9:55

    Essa Rio+20, assim com a Rio92, é uma balela. Nunhuma melhoria, desenvolvimento social ou humano será alcançado. Trata-se de um eventizinho social para fazer propaganda de uma pais, o Brasil, idiota que está com din heiro em caixa e não tem onde mais gastar indisciplinadamente. A Brasil parece um débil mental cheio de grana.: PAGA MILHÕES DE DÓLARES POR PUNHADOS DE BALA DE GOMA. ASSIM COMO A COPA DO MUNDO, A COPA DAS CONFEDERAÇÕES E OUTROS EVENTOS QUE SOMENTE SERVEM PARA ENCHER AS PANÇAS, JÁ BEM IMENSAS, DE GANGASTER COMO PRESIDENTES DE CONFEDERAÇÕES E OUTROS ORGÃOS COMO A FIFA. VERDADEIROS ‘PADRINHOS” PIORES QUE O DOM CORLEONE!!!….

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.