Publicidade

terça-feira, 3 de janeiro de 2012 Perfil | 23:16

Morre a última sobrevivente da cela 4

Compartilhe: Twitter

Morreu, aos 102 anos, Beatriz Bandeira, a última sobrevivente da famosa cela 4 – onde foram presas, na Casa de Detenção, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, as poucas mulheres que participaram da revolta comunista de 1935 no Brasil.

Beatriz Bandeira Ryff, aos 35 anos, com seus filhos gêmeos (1945)

Beatriz Bandeira Ryff, aos 35 anos, com seus filhos gêmeos (1945)

Foi na cela 4 que ficaram confinadas Olga Benário (esposa do líder da intentona, Luiz Carlos Prestes), a psiquiatra Nise da Silveira, a advogada Maria Werneck de Castro e as jornalistas Eneida de Moraes e Eugênia Álvaro Moreyra.

Por conta dessa passagem, Beatriz virou personagem de livros como “Memórias do Cárcere”, o relato biográfico de Graciliano Ramos, que também esteve preso por causa da revolta.

Pouco antes, como militante comunista e da Aliança Nacional Libertadora (ANL), Beatriz conheceu seu marido, Raul, que viria a ser jornalista e secretário de Imprensa do governo João Goulart (1961-1964). Com ele se casou três vezes.

Os dois foram exilados duas vezes. Em 1936, depois da libertação, foram expulsos para o Uruguai. Em 1964, após o golpe militar, receberam abrigo na Iugoslávia e, posteriormente, na França.

Ao regressar ao Brasil, Beatriz continuou a militância política nos anos 70 e 80. Foi uma das fundadoras do Movimento Feminino pela Anistia e Liberdades Democráticas, que lutou pelo fim da ditadura no País.

Beatriz nasceu em uma família positivista. Seu pai, o coronel do exército Alípio Bandeira, foi abolicionista. Como militar, trabalhou no Serviço de Proteção ao Índio (SPI) e ajudou o Marechal Cândido Rondon na instalação de linhas telegráficas no interior do País e no contato com tribos isoladas – Alípio liderou o encontro com os Waimiri Atroari em 1911, por exemplo.

Além de militante política, Beatriz foi poeta (publicou “Roteiro” e “Profissão de Fé”) e professora (foi demitida pelo regime militar da cadeira de Técnica Vocal do Conservatório Nacional de Teatro). Também escreveu crônicas e colaborou para o jornal A Manhã e as revistas Leitura e Momento Feminino. Há dez anos ela contou um pouco de sua história em uma entrevista à TV Câmara.

Beatriz morreu na noite de segunda (dia 2) após um AVC. Foi enterrada no final da tarde de hoje (dia 3) no Cemitério São João Batista, em Botafogo.

Uma nota pessoal

Beatriz Bandeira Ryff era minha avó. Nos últimos anos de sua vida centenária a senilidade tinha lhe tirado totalmente a visão. Ela quase não falava e mal se comunicava com o mundo.

Há uns dez dias, fui visitá-la levado pelo meu filho de 8 anos que queria dar um beijo na “bisa”. Encontramos ela mais presente do que em todas as visitas nos anos anteriores. Chegou a cantarolar algumas músicas que costumava embalar o sono dos netos quando pequenos, como os hinos revolucionários “Internacional”, “A Marselhesa” (embora ela também cantasse obras não políticas, entre elas a “Berceuse”, de Brahms).

Ao me despedir, perguntei-lhe se lembrava o trecho do poema “Canção do Tamoio”, de Gonçalves Dias, que ela costumava recitar. Ela assentiu levemente com a cabeça e começou, puxando do fundo da memória. Foram suas últimas palavras para mim.

“Não chores, meu filho;
Não chores, que a vida
É luta renhida:
Viver é lutar.
A vida é combate
Que os fracos abate,
Que os fortes, os bravos,
Só pode exaltar.”
(“Canção do Tamoio”, Gonçalves Dias)

Beatriz Bandeira Ryff, aos 90 anos

Autor: Tags: ,

34 comentários | Comentar

  1. -66 Ronaldo 04/01/2012 1:32

    Prezado Luiz Antonio Ryff: NÃO PERMITA QUE A MEMORIA , TÃO GRANDIOSA, DE SUA AVÓ SE ESVAIA NESTE TURBILHÃO DESMEMORIADO QUE É A HISTORIA RECENTE DE NOSSO PAIS. ESCREVA, MESMO QUE NÃO EDITE. PRESERVE E DIVULGUE A HISTORIA TÃO RICA QUE ESSA SENHORA DEVE TER.

    Um abraço.

  2. -67 Fabio 04/01/2012 1:33

    Uma pena que no País de hoje não se tenha mais alguem que lute pelos direitos dos outros. Inclusive nem foi publicado na imprensa, uma nota sequer, da perda dessa ilustre senhora.
    Aposto que através dela, e toda uma geração, hoje podemos gritar a plenos pulmões pela liberdade e direitos civis.

    Obrigado pela sua contribuição Dona Beatriz Bandeira. Saiba que a sua luta não foi em vão.

  3. -68 Rogério Brioto 04/01/2012 1:35

    Meus sentimentos por sua perda pessoal,
    Que sua avó possa ser eterna por lutar por nosso país, de tentar um país mais igual e mais justo.

  4. -69 Euardo Gonçalves Pessôa 04/01/2012 2:06

    Foi uma bela história o que a geração dessa senhora fez. Apesar dos erros que o comunismo efetuou, não dever desmerecer foso o idealismo que tinha naquela epoca e quehoje acabou, apesar dos prostestos de ruas que vemos hoje.
    Descande em paz Senhora Beatriz.

  5. -70 sombra 04/01/2012 2:40

    Um comunista a menos, o mundo precisa de países livres de governos totalitários onde a liberdade do cidadão é restringida para que o poder perpetue.Quem não gostar que mude-se para a Corea do Norte pois lá talvez o incomodado com estas palavras possa expressar livremente seu pensamento ou ir para o paredão.
    Viva o Brasil, onde pessoas livres podem expressar seus pensamentos livremente.

  6. -71 Francisco 04/01/2012 4:15

    Coisa bonita, deveria desejar pêsames, mas só consigo dizer parabéns pela avó que teve.

    A sua dor é a dor de todos os que se importam, pelo menos um pouco, com o coletivo.

    Nenhuma outra nota sobre o fato saiu na imprensa, eu pelo menos não vi. Participo da sua dor por pensar nas futuras mulheres brasileiras. Sua vô era, historicamente, avó de todas elas.

    O povo afro-brasileiro resgata (ainda que mal e pouco) Zumbi, Luis Gama, Eusébio. Quem resgata essas mulheres formidáveis? Quem filmará a cinebiografia delas? Quando os textos escolares ensinarão às meninas que a mulher (como todo ser humano digno) esta no timão do mundo, ou pelo menos, no timão do que pensa e do que sente?

    Isso me preocupa.

    Eu ensino história há vinte anos e se não tivesse lido o livro “do comunista” Graciliano, não teria dado a essas mulheres qualquer relevância. Só não aparece na mídia quem nunca renunciou a algo pelo coletivo. Não somos uma sociedade que valoriza o anti-herói (isso não seria um problema), somos uma sociedade que valoriza os canalhas e os oportunistas. A nossa atual presidente também esteve numa “Cela 4”. Estamos às vésperas de uma Comissão de Verdade e… E?

    Há os que falam que o nosso país não produziu heróis ou pessoas desprendidas. Errado! O que nosso país produz, muito, é esquecimento. Quantos povos do mundo podem dizer de si próprios que geraram uma mulher dessa qualidade?

    Posso estar enganado, mas um chefe de Estado deveria ser um grande pedagogo. Sua vô merecia ser objeto de um pronunciamento exemplar em cadeia de rádio e TV, pois a vida dela foi uma grande lição e uma resposta forte quando se pergunta o que pode uma mulher.

    Pêsames? Parabéns.

  7. -72 Sergio Matielli 04/01/2012 5:40

    vc está sentindo a dor da perda de sua ávo, mas o Brasil está orfão de Carater, valentia e amor, que sua avo tanto ostentava. So tenho a dizer a vc parabens por ter convivido e tido a oportunidade de aprender com essa maravilhosa senhora.

  8. -73 Marcos 04/01/2012 7:01

    Só posso externar meu pesar por sua perda, e dizer que existe sim o Brasil que tem memoria e que se importa com nossos heróis, talvez a grande mídia, não divulgue em rede nacional, mas a internet esta mostrando todos os dias a estes meios os erros que vem cometendo, e talvez por isso também eles veem perdendo o monopólio da comunicação no Brasil e no mundo,

  9. -74 Eraldo 04/01/2012 7:12

    Sou comunista desde os 16 anos, militei durante 22 anos no PCB, hoje tenho 48 anos e não milito em partido nenhum, mas continuo com as minhas convicções, parabéns pela sua avó, essa foi uma guerreira que junto com outras mulheres que fizeram história no nosso país. Você só tem a se orgulhar da sua avó que nunca vai morrer por ficará viva para sempre na história do Brasil.

  10. -75 Maristela 04/01/2012 7:24

    Com certeza foi uma grande alma. Daquelas que tinham um ideal de vida. Lutavam pela humanidade. Não sei se ainda temos pessoas assim hoje em dia. Aos poucos, estas pessoas foram nos deixando. A mídia divulga muito pouco acerca destas pessoas que fizeram história em nosso país. Nossa imprensa prefere as mulheres ‘frutas’. Anos atrás vi o documentário da vida da Vera S. A Magalhães que foi outra linda pessoa com ideiais humanitários. Parabéns por sua avó!! E meus sentimentos pela perda desta grande pessoa que ela foi.

  11. -76 lú castro 04/01/2012 7:27

    Gostaria de ver sua foto!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  12. -77 Nilton Jorge Gomes de Figueiredo 04/01/2012 7:57

    Meus sinceros sentimos caro Luiz Antonio Ryff.

    Parabéns por ter tido uma pessoa que fez parte da história deste pais. Ela com certeza contribuiu para a demogracia brasileira.
    Não permita que as lembranças desta mulher, que com certeza foi extraordinaria em sua luta, suma com o tempo, pois, ela deverá ser lembrada pela história.
    Um grande abraço.

    Nilton Jorge – Patos – Paraíba

  13. -78 Eliseu Gomes 04/01/2012 8:02

    Uma grande mulher. Que a sua vida sirva de exemplo e, que possamos construir em bases sólidas um Brasil solidário.

  14. -79 tarzan 04/01/2012 8:11

    quem teve uma avó como a sra. Beatriz,não precisa mais de nada,ela foi simplesmente uma enciclopédia da historia do Brasil,tem que ter muito orgulho mesmo,parabéns! Dona Beatriz fica aqui o meu carinho e respeito profundo de quem viveu a verdadeira historia do Brasil.

  15. -80 Beatriz Galvão 04/01/2012 8:23

    Meus sentimentos pela perda de sua avó e meus agradecimentos a ela pela liberdade que hoje desfrutamos.

  16. -81 antonio 04/01/2012 8:29

    Existe aquele ditado QUEM FOI REI NUNCA PERDE A MAGESTADE , ela foi uma rainha nas vida de vcs sempre lembrarao de sua Coroa e do reinado dela meus sentimentos , mas sejam Felizes por terem participacao dela na vida de voces foi uma licao de vida

  17. -82 Franklin 04/01/2012 8:29

    Parabéns por ter uma avó assim….. A vida é combate
    Que os fracos abate,
    Que os fortes, os bravos,
    Só pode exaltar.”

  18. -83 JOse Rivas 04/01/2012 8:31

    Pena que a luta dessa senhora foi em vão, porque o Brasil continua infestado de corruptos, células cancerígenas que corroem o dinheiro público, e um povo não politizado que se vende por quinquilharias. Infelizmente isto é Brasilllll

  19. -84 HELIO 04/01/2012 8:35

    História maravilhosa de uma Mulher de LUTA. Há os que preferem hoje as mulheres frutas.

  20. -85 marcos 04/01/2012 8:37

    lugar de comunista é em Cuba, assim como esta esquerda light que esta enganando e acabando com este país…

  21. -86 JOse Rivas 04/01/2012 8:40

    Quero rebater o comentario expressado pelo sr. abaixo com o pseudonimo de SOMBRA, acho que ele não entende nada a respeito de lutar por direitos de igualdade, direito de autonomia, direitos de cidadania, ser preocupado com o direito do outro, direito de alimentação digna, direito de saude, direito de educação, direito de moradia, direito de lberdade de expressão, lutar por tudo isso é ser COMUNISTA? FAÇA-ME UM FAVOR SR. SOMBRA, identifique-se como as outras pessoas que comentaram nesta coluna, o anonimato é a maneira mais cômoda para o covarde se expressar, se o Brasil fosse depender de sua contribuição como cidadão, estariamos todos F………………….os

  22. -87 Ricardo Barbon 04/01/2012 8:43

    Marcos,
    Você deveria lavar a boca com sabão, antes de falar besteiras, vá estudar um pouco a historia do seu Pais

  23. -88 Fábio Lau 04/01/2012 8:48

    A história de sua família precisa, rápido, virar um documentário. Ela se confunde não só com a própria História, mas também com os anseios ainda não preenchidos da parcela da população que busca Justiça, Igualdade e Liberdade. Um grande abraço ao amigo e familiares.

  24. -89 Fábio de Oliveira Ribeiro 04/01/2012 8:49

    Uma bela e merecida homenagem.

    Não vi nenhuma homenagem aos verdugos que torturaram e executaram as pessoas que participaram desta revolta. É como eu sempre digo: a história da infâmia e dos infames fica sempre confinada nos depósitos de lixo, ou seja, nos quartéis.

  25. -90 Cristiano 04/01/2012 8:53

    A história da vida de sua avó é linda. Sei que esse momento é de dor e saudade para família, mas tenha orgulho de sua avó! Ela viveu e lutou por seus ideias e ceretezas e uma época de muita dificuldade e falta de liberdade.
    Tantos de nós não somos capazes de lutar por nada, mesmo com tanta liberdade que temos, tantas informações que nos chegam.
    Queria dizer meus pêsames, mas acho que devo parabenizar você por manter sua avó viva no coração e na memória de seu filho e na nossa memória também.
    Sua avó gostaria de ter lido o epílogo que o neto dedicou a ela.
    Desejo forças a você e sua família nesse momento.
    Um abraço

  26. -91 Fernando 04/01/2012 8:56

    Graças ao fracasso desta mulher, e dos comunistas em geral, temos democracia e liberdade em nosso país. Não há porque louvar uma pessoa que defende as tiranias e as ditaduras de esquerda, ainda que tenha contribuído para derrubar a nossa ignóbil ditabranda. Seu interêsse certamente era outro, não a liberdade democrática. Pêsames por sua perda pessoal.

  27. -92 lucia 04/01/2012 8:56

    Hoje em dia confunden-se celebridade com sem-vergonha ESSA SENHORA sim foi uma verdadeira celebridade, sou mulher e admiro mulheres com essa brava, lutadora, é uma honra ter como parente uma pessoa assim.

  28. -93 lucila 04/01/2012 8:58

    SÃO TODOS COMUNISTAS DE AXILAS, ISSO SIM !!! BASTA VER SE ELES ABREM MÃO DO BEM ESTAR QUE O PODER LHES OFERECE, A EXEMPLO DE Dª DILMA, EX MARIDO, QUE HOJE SE BENEFICIA COM O CARGO DELA.

  29. -94 Eloy Ferreira de Jesus 04/01/2012 9:01

    Bom dia.
    Independe o tipo de regime, se democrático comunista, ou socialista, todos eles tem pontos positivos e negativos. Porém o que disvirtua seus objetivos, como o dessa senhora que para mim andou na retidão, é o proprio ser humano que quando assume o poder corrompe-se e incentiva a corrupção pensando exclusivamente no seu bem estar. Falar criticar é fácil o difícil é fazer quando aparece a oportunidade, pobres seres humanos.

  30. -95 ADAUTO OLIVEIRA 04/01/2012 9:07

    o lugar de todo ser humano esplendido e corajoso como esta senhora deve e será sempre em nossos idealistas corações…esta senhora como tantas outras mulheres de nosso país fizeram e farão sempre a diferença dianta de tanta hipocrisia e fraqueza moral e politica!!!

  31. -96 verdade 04/01/2012 9:08

    É preciso que se diga o que foi a Intentona Comunista de 1935, em que, covardemente, colegas de farda assassinaram seus companheiros e superiores, enquanto dormiam, em diversos quartéis no Rio de Janeiro e no Nordeste. Houve dezenas de mortos inocentes e essa senhora ainda é cultuada como heroína…

  32. -97 Flavia Schumacher 04/01/2012 9:13

    Linda a historia da nossa querida Beatriz Bandeira, uma pena que não a tenha conhecido pessoalmente. Pois adoraria saber mais detalhes sobre a historia que está mulher viveu, é admiravel a sua coragem e luta, preserve a memoria e a historia de sua avó Sr. Luiz Antonio, pois com uma trajetória linda com está, deve ser lembrado com carinho por todos e não debatido como algumas pessoas estão fazendo aqui.

  33. -98 CELSO 04/01/2012 9:25

    Que pena que a atual geração não aprendeu nada com o esforço de gerações passada , na luta por igualdade , dignidade , direitos e deveres , cidadania etc…, hoje vemos lutas por direito a usar drogas , a afastar a policia de universidades, hoje vemos bandidos com direitos humanos, e humanos sem direitos, jovens se exterminando em alcool e drogas , infringido todas as leis que regem o pais, na verdade a cultura da maioria do nosso povo é pifia.

  34. -99 Vieira 04/01/2012 9:30

    Meu Caro Luiz Antônio, ao perecer a sua querida avó nos deixou orfão de sabedoria e humanismo neste mundo materialmente globalizado. Nao foi em vão a sua luta, pois erdamos um país menos desigual, mais desenvolvido e democrático. O estabelecimento de um partido de esquerda no poder possibilitou o resgate da auto-estima dos brasileiros e a isto devemos a pessoas como sua avó e a outros equiparados como Florestan Fernandes, Paulo Freire, Betinho, Darcy Ribeiro, João Cândido entre outros..

  35. -100 Vitor Augusto Salmeron de Faro 04/01/2012 9:30

    Mais uma grande perda para o país. Por sua coragem e de outros combatentes é que vivemos numa democracia onde “somos livres e nos expressamos livremente” até pra falar, se quisermos, as baboseiras que o Sr. Sombra falou. Dessa mesma alienação e radicalismo “nacionalista” era composta a ditadura militar que nos silenciou anos a fio.
    Meus sentimentos e meu respeito à Sra. Beatriz Bandeira, brasileira de fibra que nos enche de orgulho quando ouvimos a sua história.

  36. -101 Fábio Sonntag 04/01/2012 9:39

    Caro Luiz!

    Independentemente das preferências políticas, o que devemos apreciar em qualquer ser humano é a vontade de mudar o que não está correto, nem que seja somente pelo seu ponto de vista solitário. Com certeza a D.ª Beatriz não perguntou a ninguém o que queriam que ela fizesse, simplesmente foi lá e fez. Isso é louvável. O Brasil perde uma grande pessoa e tu perdes uma grande avó. Meus sentimentos Luiz! Meus sentimentos Brasil!

  37. -102 flavio 04/01/2012 9:43

    Desculpe, mas cominsta , neste pais e piada, veja o exemplo que temos,um partido de esquerda com bandeira vermelha , e que seu representante era comunista, chega ao poder e so vemos corrupção robalheira etc…., nem na europa onde tinha comunista a coisa funcionava, a união sovietcia que diga , não é..
    Lamento a morte se sua parente, mas nada de relevante estes fizeram pelo pais, ocuparam um lugar infimo na vida deste pais, quando tivermos a grandeza de avaliarmos a historia de nosso pais,como ela verdadiramente foi, e não dita por um punhado de aparecidos ai sim , todos terão seu espaço e devido valor

  38. -103 regina 04/01/2012 9:44

    Caro Ryff,
    É bom ter alguém de quem se orgulhar. Quem conhece a História e a luta valorosa de Dona Beatriz e das suas companheiras de prisão, vai sempre lembrar com respeito dessas mulheres maravilhosas. Como neto, você também tem obrigação de escrever sempre sobre dona Beatriz para deixar o registro para as novas gerações, tão desconhecedoras dos brasileiros que deram sua vida para a liberdade e o engrandecimento do país. Que Dona Beatriz fique em paz, com a satisfação de dever cumprido. Condolências à família e, ao mesmo tempo, um agradecimento pela dedicação da companheira Beatriz. Um abraço, Regina.

  39. -104 Mirian 04/01/2012 9:48

    Um exemplo de vida de lutas por direitos humanos e políticos.
    Acho que é o fim de uma geração que provou, a nós brasileiros, que devemos amar nossa Pátria e mostrar para nossos filhos e netos exemplos de dignidade, de honra – luta inglória diante dos exemplos de quem detem o “poder” neste país.
    Mas, não esmorecer, deve ser o lema de pais e educadores para com nossas crianças e adolescentes.
    Um abraço

  40. -105 Ângela 04/01/2012 9:49

    Meus sentimentos, Luiz. Embora eu nem sempre esteja de acordo com as escolhas da esquerda, ela foi e é a escolha de muita gente que tem minha admiração.
    (E que inveja… sou filha de militar…)

  41. -106 Bebe Schmitt 04/01/2012 9:51

    É lamentável oS comentárioS nº 20 deste Sr. Marcos e o nº 5 deste tal Sombra que de tão covarde se esconde de si mesmo com pseudo que o define muito bem.
    Um desrespeito a memória de uma corajosa mulher, que com bravura contestou contra a opressão, a liberade de ir e vir e a injustiça.
    Estive presente numa homenagem a Stuart Angel, e ouvindo atentamente as declarações dos que foram molestados, e, dos que perderam entes queridos, a única coisa que me ocorreu foi dizer para um amigo que estava ao meu lado, temos muito que agradecer a estes bravos que não se intimidaram diante de seus algozes e enfretaram com bravura a repressão, deixando para nós um legado de liberdade.
    Estes infelizes Sr Marcos e a(o) Sombra não tem cultura nem memória.
    Eu gostaria de saber destes srs. qual seria seus comentários se tivesse sido eles um destes herois, ou quem sabe um filho seu…
    Eu só tenho que agradecer, e me orgulhar por eles, OS BRAVOS… E ter vergonha dos COVARDES.
    Lamento… Embora tenhamos conquistado liberdade , existam os corruptos desfrutando das riquezas deste País e massacrando os menos favorecidos.
    Mesmo não sendo comunista, SE EU PUDESSE ERGUIA UM BUSTO EM PRAÇA PÚBLICA DESTA HEROINA Sra. BEATRIZ BANDEIRA e de todos que lutaram, pricipalmente daqueles que pagaram com a própria vida.

  42. -107 Francisco Roberto Miranda 04/01/2012 9:55

    Luto pelo socialismo igualitário, sem o ranço de se apegar e exaltar somente personagens e momentos remoidos da luta comunista no Brasil, é o que vemos publicado no site do Vermelho. Prestes, Olga, Amazonas, são figurinhas carimbadas, mas deveria-se estampar, hoje, no lugar da manchete criticando a Rede Globo, o pesar, o sentimento, pelo perda de Beatriz Bandeira, oas 102 anos, é graças a pessoas como ela, que hoje, talvez, eu esteja livremente expressando esse comentário.

  43. -108 antonio 04/01/2012 9:55

    Pois é Luis pergunte a alguem que mora na coreia do norte, cuba ou china PAISES COMUNISTAS como sua avó queria se eles podem escrever o que querem na internet,
    ou falar alguma coisa contra o governo, até mesmo entre os proprios parentes sem serem
    espancados ou presos.
    Pergunte???

  44. -109 joselucio de medeiros 04/01/2012 10:01

    Ele como mesmo já diz, é um sombra.Um nada, não devemos nem lêr o que um misero direitista deste diz!

  45. -110 Nei Bastos 04/01/2012 10:05

    Ao ler o relato do Luiz Antonio Ryff, reporto-me as materias de ontem dos periodicos e telejornais, sobre a operação da policia Militar na “Cracolandia” no centro de Sao Paulo. Como faltam pessoas que lutem pelo bem estar do coletivo em nossa sociedade. Com certeza a GRANDEZA de Dnª Beatriz a faria estar entre os que lutam pra resolver este problema cronico na sociedade brasileira. E vou estendendo este pensamento, perguntando: DE QUE LADO ESTARIA DN[ BEATRIZ
    * Na primavera Arabe?
    * Na luta por melhorias da educação no Chile?
    * No movimento de ocupação dos centros financeiros do mundo?
    * Na luta contra a corrupção no Brasil?
    * Na luta contra a falta de moradia digna para a população mais pobre?
    * …

    Luiz Antonio Dnª Beatriz é exemplo em qualquer lugar que se precise de justiça. Uma mulher Universal. Escreva suas memorias para que os poucos que ainda buscam a verdade das historias naõ se percam.

  46. -111 lenixon 04/01/2012 10:05

    Prezado Ryff,meu pesar pela sua perda…é muito sofrido a ida de pessoas q amamos, lembre-se sempre dela com carinho e que sua trajetoria como mulher nao seja esqucida!!!

  47. -112 Jacira 04/01/2012 10:08

    Faço minhas as palavras do Ronaldo, não deixe que essa preciosidade seja esquecida.
    “Escreva, preserve e divulgue…” Tenha orgulho de carregar consigo uma parte da história do nosso país.

    Abraços…

  48. -113 MARCOS R NOGU EIRA 04/01/2012 10:10

    a HISTORIA DO BRASIL TEM PERSONAGENS MARAVILHOSOS ,QUE INFELIZMENTE NAO CONHECEMOS ,NAO TIVEMOS ACESSO.
    nAO SOU COMUNA E ACHO ELES ANTI DEMOCRATICOS,MAS RESPEITO A IDEOLOGIA DE TODOS.
    FICA COM DEUS SRA HISTORIA

  49. -114 Lucia 04/01/2012 10:17

    ESSAS PESSOAS QUE SE DIZEM COMUNISTAS DEVERIAM TODAS SEREM REPATRIADAS PARA A CORÉIA DO SUL.

  50. -115 Lucia 04/01/2012 10:18

    ERREIDE CORÉIA,RSRSRSRS. CORÉIA DO NORTE!!!!!!!!!!!!!!

  51. -116 Glass 04/01/2012 10:26

    Estamos em plena ou quase plena “DEMOCRACIA”, mas se ainda estamos caminhando em busca de uma liberdade absoluta, devemos a estes Herois, assim como a Beatriz… nada contra as opiniões, pois se contestar ou criticar, não estarei aqui praticando a tal Democracia. Mas também tenho o direito de comentar e ficar indignado com tantos HIPÓCRITAS que ainda têm a coragem de escrever tantas besteiras e onde esta a GLOBO DEMOCRÁTICA em seu JORNAL NACIONAL – quero ver se ela não irá relatar uma só linha do falecimento da ULTIMA SOBREVIVENTE DA CELA 04.
    abraços.

  52. -117 rodrigo 04/01/2012 10:27

    Emocionante! O que pasma é essa gente tão limitada falar mal de uma pessoa e de uma família que viveu o Brasil com o coração que amou nosso país e as liberdades desde antes da abolicão!
    É muito difícil pra essas pessoas o debate intelectual e a falta de escrupulos e de educação só pode se dar pelo suposto anonimato que acreditam ter pois não é possível alguem ser t˜åo sem vergonha num momento de falecimento e dor de uma família alheia.
    Parabéns a ela e a família maravilhosa que criou!

  53. -118 geraldo 04/01/2012 10:43

    e lucia vc não sabe o que fala a liberdade eo nosso maior bem e devemos a essas pessoas que lutaram sem medo por todos nos, nao vivemos ou nao resolvemos nos problemas por que samos uma geração covarde e nao seguimos o exemplo de luta dessas pessoas ou mitos da nossa hestoria recente.

  54. -119 Roberto SantAnna 04/01/2012 10:49

    Sombra

    Você se sente tão livre e tão democrata que precisou de pseudônimo, para ter a coragem de escrever tanta asneira. Asneira vem da palavra Asno.

    Roberto Sant Anna

  55. -120 Josafá 04/01/2012 10:56

    Pela primeira vez sinto necessidade de comentar e responder o comentário do sr Marcos que li por acaso.
    Quero registrar os meus sentimentos e respeito aos que lutaram e lutam pelas liberdades, e contra as opressões de ditadores de quaisquer ideologia, seja de direita ou de esquerda. E quanto ao comentário do leitor referido, pergunto. Será que são legítimos governantes opressores de qualquer verniz ideológico, e nós como testemunhas aceitemos que eles tenham lugares, seja em Cuba, Coréia do Norte, Brasil ( no período de Getúlio Vargas ou na Ditadura de 1964 a 1985)? Quanto à Cuba, será o que leitor já refletiu sobre o que era aquele território até a revolução de 1959?

  56. -121 Valter Sales 04/01/2012 10:56

    A lutas nunca são em vão. Podemos perder uma batalaha jamais a guerra.
    Fação minha as palavras de CHE ”LUTAR SEMPRE, DESISTIR JAMAIS”

  57. -122 Cristina 04/01/2012 10:56

    Uma lutadora, um exemplo….Que sorte conviver com uma pessoas assim, com certeza a família de Beatriz tambem é especial

  58. -123 Maurício 04/01/2012 11:04

    “quem só observa o vento nunca semeará e o que só olha as nuvens nunca colherá” (Ec. 11:3). Meu sincero sentimento de pesar e também de admiração pela vida de exemplo desta encantadora mulher.

  59. -124 Marcos 04/01/2012 11:05

    Não sou comunista e não gosto do comunismo enquanto regime totalitário e repressor, mas a luta e a determinação dessa mulher merece respeito.

    “Viver é lutar.
    A vida é combate
    Que os fracos abate,
    Que os fortes, os bravos,
    Só pode exaltar.”

  60. -125 João Pedro 04/01/2012 11:07

    É uma grande lacuna que fica na coluna Ética da Política. Lamentamos que os atuais seguido res não tem o mesmo DNA ético. Apenas para lembrar.: Vide a Explosão da Corrupção e “ninguém sabe nada”, e precisa de ‘muito chumbo grosso’ para tirá-los dos postos.

  61. -126 Marcelo Schmidt 04/01/2012 11:15

    Sou comunista e quero aqui dizer que com convicções fortes vive-se melhor em meio a um mar “de gente” que oscila entre não saber e não sentir coisa alguma; enquanto o capitalismo transforma 4 bilhões de pessoas em miseráveis… Viva esta senhora pela sua maravilhosa vida, viva pelo seu maravilhoso exemplo!!!!!!!

  62. -127 Edivelton Tadeu Mendes 04/01/2012 11:16

    Primeiramente parabéns aos terroristas e miliantes, que de forma lenta e gradual assumiram posições e postos de destaque na poltica nacional, utilizando-as para embolsar dinheiro público e humilhar os que impediram seus planos totalitários ( COMUNISMO ) no passado!E não esqueçam que a Intentona de 1935 em 23/11/1935, foi o desfecho de uma trama que, na verdade vinha sendo articulada dentro e fora do País.Brasileiros jovens, foram brutalmente assassinaqdos sem defesa, por membros do PCB, infiltradas em todas as esferas e em especial militar e de alto comando!

  63. -128 patrícia 04/01/2012 11:26

    afinal que liberdade e essa na democracia que todos falam.Nós não sabemos usar a democracia ao nosso favor elegemos politicos corruptos os demagogos,não sabemos usar a liberdade para lutar quando sabemos dos erros ficamos quietos por só nos preocuparmos com nós mesmo.gostaria de conhecer essa liberdade a democracia só existe na cabeça das pessoas
    Só saberemos realmente o que democracia quando começarmos a imitar a geração antiga que eram lutadore por se temos que achamos que temos devemos a eles.

  64. -129 geraldo 04/01/2012 11:28

    “Os sábios falam porque têm sempre alguma coisa para falar e os idiotas, porque têm sempre
    que falarem alguma coisa”. Os números 5 e 20 destes comentários estão aí. Acho que eles
    só conhecem a revista Veja, Rede Globo e Folha de São Paulo.

  65. -130 verdade 04/01/2012 11:33

    Leiam o comentário 19 e deixem de ser usados por esse bando pseudo-revolucionário, que, no passado, só queria transformar nosso país em comunista e, hoje, comprova seu desamor pelo país, chafurdando na corrupção e na intolerância.

  66. -131 maria aparecida cardoso de oliveira 04/01/2012 11:39

    Parabéns e abç Luis Antonio. Você é fruto de uma árvore de grande valor. Meus sentimentos pela perda de tão querida criatura, simplesmente maravilhosa, que Deus a tenha e a recompense pela luta que desenvolveu com bravura. .

  67. -132 Andréa 04/01/2012 11:46

    Também compartilho o pesar dos colegas acima e para a história do Brasil ela foi e será importante, a familia precisa organizar um arquivo pessoal e disponibilizar para possíveis pesquisas, pois como estudante de História tive muita dificuldade de pesquisas por falta de material disponível, fica aqui o meu desejo, forte abraço na família.

  68. -133 newton pantoja 04/01/2012 11:57

    A verdadeira reserva moral do país perde mais um dos seus bravos ,desta vez este belo exemplar de mulher,inteligente,corajosa e acima de tudo uma idealista e grande patriota.D. Beatriz bem que merecia uma grande homenagem,seu nome nos livros escolares para que as novas gerações a tivessem como exemplo de dignidade,no mínimo…

  69. -134 elma bichara izai 04/01/2012 12:00

    Luiz Antonio:
    Que vontade de te abraçar!
    Quanta ternura, quanta saudade. Quanto orgulho!
    Quando podemos recuperar no tempo a força de nossa historia, conseguimos encontrar coragem para estender nossos braços, acreditando que não nos faltará energia para chegar onde quisermos, tendo vindo de onde viemos!
    Com saudade,
    Elma

  70. -135 Raquel 04/01/2012 12:01

    Num pais onde é muito importante conseguir uma vaga em um reality show ou acompanhar a vida de quem nunca se viu antes por um mês inteiro. Onde as mulheres perdem a sua identidade quando cantadas em funks e são chamadas pelo nome do seu sexo e acham isso normal. Que legal é correr atrás do pagodeiro famoso, do jogador de futebol, ou ser rainha de escola de samba pra vencer na vida, percebe-se que estamos muito pobres e em um caminho inverso na linha do tempo. Pois logo, logo será normal para as próximas gerações de mulheres se acostumarem a serem tratadas como subproduto de nossa sociedade. Quando olhamos para a história de Beatriz percebemos que se alguma coisa não mudar vai ser normal voltar a ser puxada pelos cabelos. Pra que cultura? Educação? Trabalho de verdade… afinal pensar e se posicionar como cidadã parece que da muito trabalho…

  71. -136 ED 04/01/2012 12:13

    Não sou comunista e muito capitalista reacionário como alguns débeis mentais que se fazendo de inteligentes, vomitam em suas palavras uma democracia e liberdade que só deve existir para idiotas e fascinados. Os dois sistemas não prestam para o mundo. Qualquer idiota razoavelmente inteligente deveria saber disto. Temos hoje o Brasil como a 6ª economia do mundo que passou inclusive o Reino Unido, com o nosso país ocupando os últimos lugares em IDH no mundo. Será que estes visionários retardados do capitalismo ou neo-liberalismo conseguem ver isto? Provavelmente não. Suas mentes são tão estúpidas quanto as daqueles que um dia acreditaram ser possível uma sociedade igualitária para um um mundo cheio de desiguais e moralmente deformados. Muitos destes capitalistas reacionários acreditam, inclusive que o PT é um partido socialista. Fazer o que?

  72. -137 bardini 04/01/2012 12:14

    TODOS OS COMUNISTAS DEVERIAM MORA EM CUBA E NA COREA DO NORTE …………VIVA O CAPITALISMO E A DEMOCRIACIA….NENHUM COMUNISTA DESEJA LIBERDADE E NEM DEMOCRACIA………………

  73. -138 ANA CRISTINA 04/01/2012 12:19

    que vida rica da Sra. Beatriz…

  74. -139 brasileiro 04/01/2012 12:26

    Marcos –

    Marcos, eu também não aprovo o regime Cubano. Mas, valorizo e muito por quem luta por uma causa/ideal!

  75. -140 luiz fernando da silva 04/01/2012 12:32

    se temos o pais que temos é graças a luta de pessoas como esta senhora, com todas as atrocidades que acontecem no mundo politicos e sociedade o Brasil ainda é um porto seguro, mas graças a pessoas como esta que isto pode acontecer. Do fundo do coração, que o nosso bom Deus misericordioso receba Dona Beatriz em seus braços e que ele lhe de a salvação eterna.

  76. -141 EDROALDO 04/01/2012 12:38

    Não sou comunista e muito menos capitalista selvagem. Os dois sistemas não servem para o mundo. No entanto, não posso deixar de externar meus respeitos àqueles que lutaram até o fim por suas convicções, com risco inclusive da própria vida, como foi o caso dessa Senhora. Quanto aos reacionários estúpidos de qualquer lado, comunista ou capitalista, externo o meu mais profundo desprezo e repúdio, pois, é por causa de pessoas assim que vomitam suas idiotices, travestidas de democracia, que o nosso Pais se encontra na situação em que está. Temos o pior IDH do mundo, apesar de estarmos posando de sermos a 6ª economia do mundo que passou inclusive o reino unido. Não temos saúde, escolas, hospitais, estradas, não temos nada. No entanto, temos um sistema capitalista libertário sugando tudo o que o pais produz e posando de iniciativa privada competente. Será que estes reacionários democratas que estão criticando a comunista falecida já tiveram o cuidado de verificar a qualidade, por exemplo, das estradas que a iniciativa privada constrói com o dinheiro público e pagando propinas para os políticos que estão no Poder Executivo nos níveis municipal, estadual e federal? Acorda tolo.

  77. -142 Haier leonel 04/01/2012 12:49

    Lutar para não só um Brasil melhor, mas, para um Mundo bem melhor…só assim conseguiremos sermos realmente livres para expressarmos tudo aquilo que queremos com responsabilidades e dignidade. Temos que procurarmos mais a CULTURA, a sabedoria…

  78. -143 lucila 04/01/2012 12:51

    E O COMENTÁRIO QUE POSTEI, NO SENTIDO DE QUE SÃO TODOS COMUNISTAS DE AXILAS, E QUE QUANDO TOMAM O PODER QUEREM A DOCE VIDA SÓ PARA SI ???
    NÃO INTERESSA LER VERDADES ???

  79. -144 Haier leonel 04/01/2012 12:59

    Por favor, quem não conhece e não sabe História Ciência, calem a boca. Para quem não sabe o significado de Comunismo, vá estudar!!! E SAIBA O QUE É!

  80. -145 Luiz Antonio Moura 04/01/2012 13:01

    Meu caro Fernando. Você infelizmente parece ser um daqueles que analisa o passado com os olhos do presente, isto é, erroneamente. Naquela época 1935, a maioria dos ditos “comunistas” não sabiam das atrocidades do regime soviético, das matanças de Stalin.
    Sonhavam com um mundo mais justo, onde os pobres, os agricultores e os trabalhadores seriam mais do que simples peças na engrenagem do então capitalismo totalmente selvagem, sem nenhum direito social, salvo o de trabalhar de manhã até a noite por um baixíssimo salário. Uma época em que os barões, a elite só faltava pisar nos pequeninos. A escravidão havia acabado não fazia tanto tempo, e a distância entre os “de família” e as pessoas mais simples era vergonhosa, pois só se via humilhação e prepotência.
    Foi neste contexto que esta senhora, diferentemente da maioria de hoje e também daquela época, lutou e se arriscou por seus ideais. Interesses outros? Quais outros? Dinheiro, status, posição social? Não! Não era por isto que ela lutava. Ela acreditava, e o que acreditava a movia, não era como eu e você, que acomodados nada fazemos pelo que acreditamos.
    Parabéns, ela merece sim os parabéns.
    Se todos fossem mais ousados com seus nobres ideais o mundo seria melhor.
    Claro que o comunismo foi uma experiência ruim e fracassou totalmente, mas daí tirar o valor desta Senhora que no seu tempo lutou por seus ideais é no mínimo uma enorme miopia histórica.
    Vamos aprender a analisar o passado em seu contexto, ou então seremos sempre injustos como o Sr. está sendo agora.

    Luiz Moura

  81. -146 MARCOS ANTONIO BRITO ALVES 04/01/2012 13:11

    Esta sim foi uma guerreira. Hoje em dia a Ditadura são dos governantes , que fazem Leis que beneficiam a interesse próprios.

  82. -147 Maysa 04/01/2012 13:19

    L.A.

    Belo texto.
    Beatriz foi longeva e sábia em cuidar de sua saúde. “Amamentada com música e alfabetizada com poesia”, como costumava dizer.
    Há poucos anos, sua avó, foi internada de urgência, e durante o breve período no hospital, fui vê-la.
    À caminho, temerosa, me inquietava a ideia de estar visitando-a pela última vez..
    Quando entrei no quarto, encontrei-a sentada, rodeada de jovens da equipe de saúde. O leito colocado na posição de uma confortável cadeira.
    A poetisa estava declamando seus poemas, que sabia de cor! Encantava os profissionais com música e poesia… os cabelos brancos, leves, soltos , a voz trêmula de emoção, e cheia de vida! Um sorriso espalhado, da boca aos olhos, nela e nos presentes.
    Entendi mais uma lição naquela tarde.
    É preciso gostar muito da vida, sobretudo, não esquecer nunca: Coragem, poesia e música quase sempre, andam juntas!
    Um abraço carinhoso
    Maysa

    :

  83. -148 Paulo Damasceno 04/01/2012 13:21

    A História prova o que a insanidade tenta desmentir: a grandeza da mulher como artífice das grandes batalhas pelo engrandecimento do nosso país. Grande dama, essa mulher lutou

  84. -149 Belinda 04/01/2012 13:30

    Uma Lição de Vida!

    Naquela época se tinha um inimigo declarado, por não ter liberdade expressão de forma alguma.

    Hoje escravizados por um mundo capitalista selvagem, nos perdemos nos nossos idealismos. Queremos ter cada vez mais, principalmente para mostrar aos outros, na ilusão que iremos ser mais felizes e poderosos.

    Como professora e educadora, um dos meus ideais hoje, é que a maioria que passar por mim, sobreviva! Que possam ter condições humanas de vida, que aprendam a lutar!

    Não é fácil ser pobre!

    Belinda.

  85. -150 Hersch W Basbaum 04/01/2012 13:30

    Lamento, é claro, pela pessoa. A morte nunca deve ser recebida de forma indiferente. Mas a questão é ambígua: na época, o PCB representava um período dos mais hediondos da história humana e, particularmente , da história da extinta URSS, que foi o satilinismo. Hoje, sabemos, a sempre saudada Olga Benário e outras companheiras do período eram, no fundo, agentes da inteligência do exército soviético , das NKVD, GPU ou que nome tivesse na época. Se o fracassado (coisa tão óbvia que a cegueira stalinista não permitia enxergar a realidade) golpe militar de Agildo Barata e Prestes e outros infeli\zes, tivesse prosperado, teríamos sido assassinados poisteriormente pelo crime de pensar criticamente, por abjurar Stalin ou colocar em dúvida as críticas que eram feitas a Trotski. Até os militantes judeus eram colocados sob suspeita.
    Que p… de revolução eles pensavam em fazer, os chamados revolucionários, milicos confusos, despreparados e ignorantes, que mais tarde viriam a compor o Comitê Central do PCB.? Sentimos a morte da pessoa, mas não a homenageamos enquanto agente comunista stalinista. Enaltecemos a eventual participação contra a ditadura brasileira pós-64, é claro. Dela, eu tambem participei., apesar de M\ariguella, Câmara Fefreira, Lamarca e outros equivocados heróis de uma atitude natimorta, com base em uma visão já ultrapassada..

  86. -151 Paulo Damasceno 04/01/2012 13:31

    A História prova o que a insanidade tenta desmentir: a grandeza da mulher como artífice das grandes batalhas pelo engrandecimento do nosso país. Grande dama, essa mulher lutou, dedicando sua vida às causas que julgou corretas. Nâo vamos discutir ideologias; elas não importam. O que deve ficar registrado é o caráter de quem intenciona algum obletivo nobre. O tempo não dá razão a ninguém, mas evidencia os grandes espíritos, as imensuráveis obras, as definitivas e coerentes ações.
    Deus abençoe Beatriz Bandeira Ryff, Deus abençoe a todas as mulheres, por causa dela.

  87. -152 Iguanodonte 04/01/2012 13:37

    O que é o Capitalismo, podemos lembrar dos que tentaram dar um golpe e implantar o COMUNISMO em nossa terra.

    Jamais poderíamos fazer qualquer referênica dessas a quem tentasse um golpe democratico em Cuba ou na China, quiçá Coréia do Norte.

    Nem ela mesmo teria uma expectativa de vida tão alta vivendo nesses antros.

    Assim podemos dizer; morreu uma brasileira ,que viveu 102 anos apesar de ser comunista.

    Em nenhum pais comunista uma pessoa que é contra o regime vive tanto e ainda a história pode ser comentada.

  88. -153 Hersch W Basbaum 04/01/2012 13:43

    Lamento pela pssoa, que deve ser sido uma bela mulher, mas não pela ‘dita revolucionária. O golpe de 35, perpetrado por stalinistas e em nome de uma visão de ‘socialismo de resto empobrecida pelo agressivo, violento, egolatra, estúpido assassino georgiano. Todos os ‘revolucionários’ de 35, participantes de um golpe perpetrado por Agildo Barata, Prestes e outros militares, ignorantes em marxxismo, sofreram nas mãos de Getúlio, mais tarde enaltecidos pelo PCB. A esquerda brasileira nunca se entendeu, confusa, atrapahada, desorientada pela ação de Prestes e seus ignorantes seguidores. Pobre Brasil, que não possui heróis para serem chorados. Aliás, dizia Brecht, pobre do país que precisa de heróis.

  89. -154 Ricardo Silverio 04/01/2012 13:45

    Concordo plenamente com o comentário do RONALDO
    Faça de tudo para que o nome dela vire nome de Rua, e assim homenagear
    esta nobre mulher.

  90. -155 Lea Cavalcanti 04/01/2012 13:48

    Mais uma grande mulher que conheço.

    Minha avó Ofélia, hoje com 94 anos de lucidez e vivacidade, é viúva de Paulo Cavalcanti, comunista que certamente tinha algum tipo de conexão com sua avó. Essas histórias de pessoas fascinantes são sempre revigorantes e emocionantes para mim.

    É uma maravilha existir quando nos deparamos com alguns seres humanos.

    Lea Cavalcanti

  91. -156 José Benedito 04/01/2012 13:49

    Travei “conhecimento” de Dna. Beatriz Ryff no documentário “O velho” onde ela contava a sua passagem pela “famosa” Cela 4.
    Não importa se somos de esquerda, direita, centro ou qualquer coisa mas é constatar que em uma época de absoluta falta de ideais, a morte de uma pessoa de princípios e de sonhos, que lutou pelo acreditava certo é uma nota a se lastimar.
    Descanse em paz, Beatriz. A luta por uma sociedade menos desigual é algo que nos move.

  92. -157 Pínio Matos 04/01/2012 13:54

    Em 1939 a nação brasileira atravessava momentos inconstantes.
    Beatriz Vicência Bandeira Ryff, nasceu em 08 de novembro de 1909 – e nos deixou dia 02 de janeiro 2012.
    Talvez se indagar a qualquer educando quem foi essa mulher, raros irão dizer; eu conheço a sua trajetória na militância de construir um país mais lícito. Beatriz, era poeta, escritora e militante política, pelejou contra as desigualdades.
    Teve audácia de encarar juntamente com outros patrícios o novo regime, conhecido por O Estado Novo, onde a libertade de expressão foi abolida, artistas expulsos do Brasil, professores vigiados e ao mesmo tempo tinha que permanecer inertes e lecionar teores determinados pelos tais políticos.
    Participou da revolta comunista de 1935, matrimoniou com o jornalista Raul Ryff. No livro Memórias do Cárcere, Graciliano Ramos cita a luta do casal.
    Em 1936 foi presa pelo mandatários do Estado Novo. Foi presa no mesmo presídio onde também estava presa: Nise da Silveira, Maria Werneck e Olga Benário.
    Alguns anos depois foi expatriada para o Uruguai, voltou para o Brasil em 1937, Lecionou no Conservatório Nacional de Teatro. Já em 1964 com o Golpe Militar foi demitida, Foi morar na Iugoslávia e depois transferiram-se para França.
    Em 1967 regressou para o Brasil, onde auxiliou na formação do movimento pela Anistia e Liberdades Democráticas. Teve três filhos.
    Não importa porque e qual a causa que você luta, cada pessoa tem ideologias distintas, Beatriz Bandeira foi a voz de muitos que não tiveram coragem de levantar a bandeira da resposta que muitos queriam dizer ao governo novo. “Não aceitamos esse novo regime” deixou seu nome na história. Somente aqueles que sabe o que é igualdade e participação nas riquezas que um país possui tem coragem de dizer “Quem for brasileiro siga-me). Beatriz Bandeira 02-01-2012 uma história uma vida.

    PLÍNIO

  93. -158 Geraldo Jorge 04/01/2012 13:57

    Respeito as memorias de D. Beatriz bandeira, agradeço o que de bom ela nos deixou, porém odeio o comunismo e não invejo nenhum de seus militantes,Para mim comunista é assassino,ou simpatizantes de miseria, ou na melhor das hipoteses, inocentes úteis, admiradores idólatras de tiranos desgraçados.Me mostra um comunista que não seja hipocrita, falso e demagodo, apostolo da mentira e da traição. Desejo vê-los todos bem longe do .

  94. -159 Aluizio 04/01/2012 14:08

    Não confundamos regime totalitário (todos devem ser banidos, sejam os de direita ou de esquerda!!!) com a história de uma heroína que lutou pela liberdade de seu país!

  95. -160 joseadario 04/01/2012 14:26

    Quem já viu o famoso filme A CONFISSÃO (antigo, deve ter mais ou menos 30/40 anos) sabe, ou pelo menos, tem noção do que é um regime comunista… Uma merda em todos os sentidos, que só privilegia os “grandes lideres” (como eles gostam de se autoproclamarem). O que vale é a liberdade em todos os sentidos….

  96. -161 OSVALDO LESCRECK FILHO 04/01/2012 14:27

    Admiro e respeito TODOS aqueles que fazem algo por algum ideal objetivando (ainda que isso dependa de outros, que são a maioria e canalhas desde o berço…), o bem comum. Seus objetivos podem até ser criticados, porém, é inegável que existem muito mais pessoas lembradas carinhosamente, no conceito “se dar” entre aquelas chamadas “de esquerda”, do que entre as (apesar de terem TODA a imprensa a seu favor…) chamadas “de centro, “conservadores” , que são apenas um eufemismo de “direita”.

  97. -162 Alberto Araújo 04/01/2012 14:30

    O que posso dizer nesse momento a Dona Beatriz Ryff é meu MUITO OBRIGADO!

    Foram pessoas como ela que nos deu a chance de gozar desta Liberdade que temos em nossas vida neste país.

  98. -163 Polaco 04/01/2012 14:35

    Vocês sabem o que foi a Intentona Comunista ?
    Foi a mais cruel e covarde ação, anti-humanitária. Com o Sr.Luiz Carlos Prestes à frente e com o apoio dessa dama e de outros e outras títeres da União Soviética, soldados foram assassinados dormindo.

    Quer mais ?

    Procurem na História.

  99. -164 JOSÉ MARCIO TAVARES 04/01/2012 14:48

    Luis Carlos Prestes não foi líder de coisa nenhuma. Graciliano Ramos não foi preso por causa da revolta.

  100. -165 Roberto Locatelli 04/01/2012 14:58

    E depois ainda dizem que a mulher é o “sexo frágil”…

  101. -166 Ninna Raao Soares 04/01/2012 15:00

    Quero foto rescente, 102 anos não é para qualquer um ainda mais com toda esta história linda…………

  102. -167 Vera Pereira 04/01/2012 15:03

    Tive a felicidade de ser aluna de Beatriz Bandeira no Conservatório Nacional de Teatro no fim dos anos 50. Senhora amável e doce que me consertou a voz e ganhou a admiração de todos. Não segui a carreira teatral, mas não por culpa dela. Sinto muito a perda.

  103. -168 antonio norberto 04/01/2012 15:10

    Como, mae, avo e bisavo sei que fica a saudade, mais como ideal politico não fica nada, ser comunista é querer a miseria para uma nação, se o regime fosse bom, na russia onde foi criado não teria acabado, em Cuba você não viveria prissioneiro de um pais, não tendo direito de nada, na realidade em um pais comunista você é escravo do estado.

  104. -169 Carlos Romualdo Corio 04/01/2012 15:13

    Como pode ser repatriada uma pessoa para um país que nunca foi sua pátria? E ainda na Coréia do Sul que não é comunista… A ignorância de alguns brasileiros neste país é tão grande que nem mesmo fazem um mínimo de esforço para imitar o grande vendilhão da Pátria, que foi FHC que as “sombras”, as lucias, fabios e marcos ainda apóiam para nos envergonhar no mundo inteiro. Ryff, não houve realmente uma perda pois a passagem dela por aqui foi valorosa. As saudades nos fustigarão sempre até o dia do reencontro. Lembremos dela pois, com alegria.

  105. -170 Milton Camuyrano 04/01/2012 15:19

    Uma pessoa com esse histórico é digna de respeito. Mas vale lembrar que o episodio INTENTONA COMUNISTA ocorrido no Brasil, foi um evento teleguiado por bolcheviques soviéticos, que visavam a implantar o comunismo no Brasil. Luiz Carlos Prestes antes de tentar fazer uma revolução no Brasil, esteve vários anos na Uniao Soviética treinando, se especializando. No Brasil, este episodio teve um desfecho sangrento, que causou comoção e repudio, principalmente no quartéis. No Rio de Janeiro e em Recife, alguns militares que faziam parte deste movimento, se levantaram na calada da noite e degolaram centenas de outros militares que estavam no quartel. Sem querer explicar ou justificar nada, este evento foi o causador do grande pavor que os militares tem ate hoje de comunistas. Lembrando ainda que o comunismo no mundo matou mais gente inocente do que qualquer outra ideologia. Apos a implantação do comunismo na Rússia, o regime matou, pelo cárcere ou pela fome mais de VINTE E CINCO MILHOES DE PESSOAS. No cambodja, um pequeno pais do sudoeste asiático, um regime chamado Kmer Vermelho, aplicou os principais dogmas de Max e Engels, em um governo e exterminou toda a classe social que detinha algum conhecimento. Mataram todos os professores, médicos, advogados, etc. Exterminaram todo mundo que tinha mais de 4 anos de estudo. Queriam criar um novo mundo. Mataram mais de DOIS MILHOES DE PESSOAS. Gracas a deus, isto não aconteceu no Brasil.

  106. -171 gomes 04/01/2012 15:21

    Não a conheci, mais sempre a amei. Este Brasil, mesmo ainda muito desigual, muito desumano, mais Livre e com grandes chances de ser grande, deve muito a esta e outros guerreiros que não pouparam sequer a vida, por acreditar nos seus ideais. Esta liberdade que desfrutamos hoje é o fruto da semente semeada num terreno “sangrento”.

  107. -172 Molica 04/01/2012 15:22

    Belo texto, meu caro – e bela história, a de sua avó. Abração.

  108. -173 Graça Lago 04/01/2012 15:25

    Caro Luiz Antonio, que orgulho e que alegria deve ter sido compartilhar a vida com essa grande brasileira! Tenho certeza de que seu filho guardará por toda a vida essa bela lembrança que a bisa reservou para ele. E aprenderá a contar para os filhos e netos que tiver a história de bravura dessa guerreira do nosso país Um forte abraço, Graça Lago

  109. -174 Luis Car4los dos SAntos Fernandez 04/01/2012 15:27

    Gostei da matéria, principalmente da nota pessoal, realmente muito legal, parabéns

  110. -175 Lucia Hippolito 04/01/2012 15:29

    Gostava imensamente de sua avó. Militei com ela no Movimento Feminino pela Anistia. Conheci seu avô. Tive essa honra. Não sei se Tito é seu pai, mas fomos muito amigos em tempos mais duros, de resistência à ditadura. A democracia não nos separou, apenas a vida nos afastou. Receba um abraço muito carinhoso e muito respeitoso.
    Minhas homenagens a uma grande mulher. Amiga, lutadora e carinhosa.
    Viva Beatriz Bandeira. abs. Lucia Hippolito

  111. -176 antonio de oliveira filho 04/01/2012 15:30

    Em tempos esses em que as lutas e os ideais, são cada vez mais deixados de lado, em que a busca do poder e dinheiro é o que vale mais, onde os que outroram se diziam socialista, se esbaldam com o prazer da vida fácil, muito me deixa orgulhoso saber que existiu uma senhora que viveu e lutou pelos ideais maiores, que sirva de exemplo para os atuais lideres pseudos socialistas que já não gostam mais de serem assim chamados para que recobrem a consciencia.

  112. -177 flavio 04/01/2012 15:32

    a luta dela não foi emvão viva a “liberdade”

  113. -178 Manoel Oliveira 04/01/2012 15:37

    Demonstrou cultura e intelegência. Personalidade marcante, forte, brava mulher!

  114. -179 Rennê Costa 04/01/2012 16:05

    Essa foi a única notícia interessante que tive hoje, pena que deveras triste para seus entes queridos.Porém um lenitivo para nós mortais comuns, tão carentes de exemplos de pessoas éticas e idealistas, quando nos encontramos perdidos nessa selva de canalhas a nos atormentar.

  115. -180 Elisio F. Costa 04/01/2012 16:13

    É uma lástima que todos os nossos Ilustres como a D. Beatriz, Graciliano Ramos, Gonçalves Dias e tantos outros são nomes totalmente desconhecidos pela maioria de nós, principalmente pelos jovens!!!!

  116. -181 joel barcellos 04/01/2012 16:22

    Com orgulho, digo, fui aluno de teatro desta doce e maravilhosa mulher, que me ensinou a “ter a rebeldia como disciplina da alma”, não me deprime nem me entristece, pois um século com raciocínio lúcido…é para poucos!!!
    DESENCANTOU AQUELA QUE ENCANTOU-NOS POR UM SÉCULO, ATÉ MAIS…MINHA PROFESSORINHA TÃO AMADA!!!!!!!!!! AGORA CORRERAM-ME LÁGRIMAS DE POR TER SIDO SEU DISCÍPULO…ATÉ MAIS BEATRIZ BANDEIRA!

  117. -182 Terezinha 04/01/2012 16:22

    ESSA LUTADORA FOI UMA HEROINA COM CERTEZA. HOJE JÁ NÃO TEMOS PESSOAS DE TAMANHA RESPONSABILIDADE,LUTAR POR UM IDEA : ” ACABAR COM A DITADURA”. FICO TRISTE QUANDO PERDEMOS PESSOAS COMO ESTEVES JOBS, BEATRIZ BANDEIRA ,SÃO PESSOAS INSUBSTITUIVEIS, TENHO CERTEZA QUE ELA ESTÁ DORMINDO PARA SEMPRE,MAS UM GRANDE ACERVO IMPORTANTISSIMO ESTÁ SALTANDO DENTRO DAS GRANDES GAVETAS QUE COM CERTEZA VAI SER MUITO IMPORTANTE PARA COMPLEMENTAR A HISTORIA DESSE PAIS. MEUS SENTIMENTOS A TODOS OS FAMILIARES.

  118. -183 Brunno 04/01/2012 16:23

    Lamento a sua perda e lamento conhecer tão pouco sobre as pessoas que sacrificaram o seu bem estar em busca de ideáis fraternos. O comunismo real, praticado na Coréia do Norte ou China, está longe de ser o que foi defendido por aqueles jovens idealistas, mas também pondero que o comunismo não está fadado a ser isto que existe na Coreia e na China ou mesmo que existiu na URSS. O ideal comunista vive e não está atrelado ao que foi o séc. XX. Práticas e políticas comunistas são percebidas em nossa sociedade: estatuto das cidades; legislação ambiental; a causa da sua avó não morrerá com ela.

  119. -184 Robson Lima 04/01/2012 16:28

    Rendo minhas homenagens a esta valiosa, das nossas melhores irmães brasileiras, que conduziram sua existência com uma conduta abnegada. Algo tão raro nos dias atuais.
    Ontem assisti ao filme “Imortais”, e havia uma citação atribuída a Sócrates que dizia:
    ” A alma de todo ser humano é imortal, a alma dos seres íntegros, é imortal e divina”
    Fizeste sua parte companheira, saberemos nos referenciar em sua experiência e aprender com ela. Nada poderá deter nossa vitória.

  120. -185 Adriana 04/01/2012 17:03

    Luiz Antônio
    Uma história das nossas avós.
    Beatriz (a sua avó), foi em 1963, à China, numa delegação brasileira, de 4 pessoas:
    ela, o Barão de Itararé, outra gaúcha, que eu não me lembro o nome e nem quem era e
    Josphina Etcheverry (minha avó).
    Era algum encontro internacional, de modo que tinha delegação do mundo todo.
    Num almoço de confraternização, as delegações apresentavam uma dancinha, ou música.
    A delegação do Brasil (3 gaúchos e minha avó, carioca), resolveu cantar “Prenda Minha”:
    as 3 beldades cantavam e o barão FINGIA que tocava trompete, mas só fazia movimentos com a mão e o som com a boca.
    Minha avó era surda, usava aparelho auditivo.
    Nos ensaios, ela cantava “preta minha” e me contou que, Beatriz, com toda a paciência do mundo, dizia:
    -Não Fina, é PRENDA MINHA.
    Chegou a hora de cantar. Cantaram. Um sucesso, aplaudidíssimos. Ao voltarem para seus lugares na mesa, foram muito felicitados.
    Ao lado, a delegação cubana. Uma das cubanas comentou:
    -Também, ensaiaram a noite inteira.

    E morríamos de rir, com a cubana que não dormiu direito e o barão que fingia que tocava.
    Vou ver se encontro fotos da viagem e, se a Beatriz aparecer, te envio.
    Eu tive muito contato com a Beatriz, há mais de 20 anos, que eu tinha um restaurante na rua Sorocaba, em Botafogo, o Raul estava internado na Clínica Sorocaba e ela almoçou lá, muitas vezes (o restaurante era bom e ela me conhecia bem, o que eu acredito que ela se sentisse confortável).
    Agora, vou pelejar para botar isso nos comentários do blog.
    Um abraço grande, adorei contar essa história, mais uma vez,
    Adriana, neta da Fina (ou Caxuxa)

  121. -186 Pedro José Altoé Neto 04/01/2012 17:26

    É lamentável que a mídia tupiniquim só divulgue a história dessas pessoas após a morte.Prefere noticias sobre ex-BBB,marias-chuteiras,pseudo-celebridades,filmes sobre ex-prostitutas e coisas do gênero.Exemplo: No dia da morte de Sérgio Brito,um jornal de grande circulação no RJ divulgou uma nota de rodapé sobre o artista e uma notícia de de página inteira sobre os sapatos de lady Gagá…Coisas de Pindorama…

  122. -187 Ana 04/01/2012 18:10

    Agora acalentando os anjos! Que as saudades sejam repletas de boas lembranças. Nossos sentimentos.
    Ana Lúcia e Jorge Luiz Correia Lima

  123. -188 Sonia de Senna 04/01/2012 18:52

    Me emocionei ao ler a história dessa mulher forte e muito brasileira que acaba de falecer mas deixou modelo de bravura e patriotismo aos seus descendentes e ao povo honrado deste país. Pena que não fazemos homenagens àqueles que realmente merecem.
    Meus sentimentos pela perda de sua vó mas ao mesmo tempo, parabéns por ser neto de uma mulher forte como ela.

  124. -189 Maria Neves Ribeiro aquino 04/01/2012 19:32

    Deves sentir muito orgulho de ter tido uma Avó como esta, exemplo para muito brasileiros,Precisamos de mais gente como ela.Com certeza ela estará sempre na memória de muitos.

  125. -190 Maria 04/01/2012 20:11

    Linda história. Merecida homenagem. Não importa se o leitor é a favor ou contra o comunismo, se é capitalista ou anarquista. O que importa é ver a história de uma pessoa que acreditava em uma causa. E que focou sua vida na luta por essa causa. Isso dá grandeza à vida, principalmente nos dias de hoje, nos quais o individualismo impera.

  126. -191 ceci 04/01/2012 21:51

    Prezado Luis Antonio
    Só agora soube da morte de sua avó.Eu a conheci pessoalmente e nos encontramos algumas vezes,ja que meu marido Jacy Pereira Lima,havia sido exilado no Uruguai,junto com seua avós.Nao conheci Raul,embora tenha sido amigo do Jacy..Por vezes nos falãvamos ao telefone.Como Jacy morreu ha mais de 5 anos,eu retornei para Niteroi e acho que ja ha alguns anos nao a via.Gostaria de entrar em contato contigo e falar um pouco mais dessa estoria…

  127. -192 valdenito dantas 04/01/2012 23:31

    Beatriz Bandeira estará sempre presente como uma mullher culta e corajosa que queria mudar o nosso pais. Fico muito feliz e orgulhoso por esta grande mulher.

  128. -193 Geraldo 04/01/2012 23:51

    Esta estoria e muito linda, So não e mais ainda porque muitas igual a vc foi torturadas e perderâo o preciosos tempo nas celas. Gracas a Deus que isso fico para traz e hoje temos o mais Patrimonio deste pais que e a liberdade de espresão, Viva a democracia

  129. -194 Silvio Tendler 05/01/2012 4:46

    Lindo texto para um linda mulher que vc tem o privilégio de tê-la como avó. Não perdemos nossa Beatriz centenária. Ela foi ao encontro do querido Raul.
    Beijos
    Silvio Tendler

  130. -195 luiz antonio 05/01/2012 10:48

    Que maravilha seria, se todos fosse iguais a vc. Fique com Deus, grande ser humano.

  131. -196 Humberto dos Santos 05/01/2012 14:39

    Querido! apesar de não o conhecê-lo bem, conheço a maravilhosa carreira de sua vó Beatriz..É uma honra pra sua família e pra vc ter convivido com ela. Acredito que vc não esquecerá de td o que ela te ensinou durante a vida. Conserve a memória dela. beijo no coração, de coração!

  132. -197 Betina Viany 05/01/2012 17:14

    Ainda criança conheci Beatriz. Nossas famílias eram vizinhas no Edifício dos Jornalistas.
    Tornei-me atriz e em 1989 representei Olga Benario na novela Kananga do Japão na extinta TV Manchete. Para pesquisar o papel conversei com Beatriz, conheci Maria Werneck, Nise da Silveira e Luiz Carlos Prestes. Foi uma experiência inesquecível.
    Depois de exibido o último capítulo da novela, recebi um ramo de flores com um cartão:
    “Profundamente comovida e agradecida, abraço-a e felicito magnífico e comovente desempenho. Sua admiradora Beatriz Bandeira Riff. 05/05/90.”
    Guardo honrada e com muito carinho esse cartão.
    Betina Viany

  133. -198 maísa paranhos 06/01/2012 16:44

    Belíssmo depoimento de seu neto. Soube de seu falecimento atravésdeum amigo que está em Buenos Aires.
    Que bom, para vc, que escutou o seu filho, bisneto, e foi ao encontro de sua avó. Sem dúvida, um presente. As crianças…

  134. -199 Luiz Augusto Barroso 11/01/2012 20:28

    Linda ela. E linda história.

Os comentários do texto estão encerrados.