Publicidade

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 Nota | 18:30

Favelas cariocas cresceram seis vezes mais que resto da cidade nos últimos 20 anos

Compartilhe: Twitter

Nos últimos 60 anos, o número de moradores em favelas registrado pelo IBGE no Rio de Janeiro cresceu 723%. Um ritmo três vezes superior ao da cidade como um todo, que aumentou 175% nas seis décadas. Nesse período, a quantidade de habitantes vivendo no resto da capital subiu 123,13%. Ou seja, percentualmente, a população nas favelas cresceu cinco vezes mais do que a do resto da cidade. O Rio é a cidade com o maior número de pessoas vivendo nesses tipos de moradias em todo o País.

Da penúltimo contagem do Censo para a atual a discrepância foi ainda maior. Comparando os dados de 1991 e de 2010, as favelas cresceram 58% no período. Seis vezes mais do que o resto da cidade, que aumentou 7,29%. Mas é preciso fazer algumas observações.

Em 1953, o IBGE lançou “As favelas do Distrito Federal e o Censo Demográfico de 1950”. Na época, quando o Rio era a capital do País, foi apurado que 7,2% dos habitantes moravam em favelas (169.305 pessoas). Hoje, os dados divulgados nesta quarta-feira (21) pelo Censo 2010 revelam que a cidade está com 1.393.314 pessoas vivendo nas favelas. Ou cerca de 22,15% da população.

Há 60 anos, o instituto usava o termo favela, posteriormente abandonado. Em seu lugar, para o Censo de 1991, foi criado o conceito de “aglomerado subnormal”, uma tentativa de englobar as diversas manifestações de assentamentos irregulares existentes no país (favelas, invasões, grotas, baixadas, comunidades, vilas, ressacas, mocambos, palafitas, entre outros).

Essa mudança impossibilita a criação de uma série histórica sobre o assunto. O próprio IBGE vê com ressalvas a comparação entre diferentes censos.

Inovações na pesquisa

A principal argumentação é que para o de 2010 foram adotadas uma série de inovações metodológicas e operacionais que refinaram a identificação e a atualização dos tais aglomerados. Pela primeira vez foram usadas imagens de satélite de alta resolução, por exemplo. Também foi feita uma pesquisa sobre as características morfológicas das áreas (Levantamento de Informações Territoriais – LIT).

Por isso, o IBGE salienta que, no geral, “os resultados não são diretamente comparáveis com os obtidos por censos anteriores.”

Nos últimos censos, no que diz respeito aos aglomerados subnormais, as informações sobre certas localidades foram mais precisas do que sobre outras. Os dados referentes ao Rio, entretanto, tinham uma qualidade melhor, de acordo com especialistas do IBGE.

Brancos eram maioria e analfabetos também

Em todo caso, ressalvado a melhoria na coleta de dado, não há erro em dizer que, em 1950 o IBGE registrou 169.305 moradores em favela no então Distrito Federal, e contabilizou 1.393.314 vivendo nos aglomerados subnormais em 2010.

Para além da mudança de termo empregado, é bom ressalvar que morar em uma favela carioca em 2010 é diferente de viver em uma há 60 anos. Em sua quase totalidade, hoje, as moradias são construções em alvenaria, a maioria com sistema de esgoto, luz e água.

Na época, a Rocinha já existia, mas estava longe de ser a maior do País e mesmo da cidade. Contava com 4.513 habitantes – tinha um quase imperceptível predomínio feminino (2.267 a 2.246). A maior da capital federal era a do Jacarezinho, com 18.424 pessoas – o quádruplo de habitantes.

Diferente do que ocorre hoje,  a maioria dos moradores não sabia ler ou escrever (61,91%). Da população, 28,96% eram brancos; 35,07% eram pretos e 35,88% eram pardos. Ou seja, proporcionalmente diminuiu o número de pretos e aumentou muito o de brancos, pelo registro do IBGE.

Solteiros eram 47,51%. Casados menos da metade disso: 22,92%. E surpreendentemente, 23,40% das pessoas que moravam em favelas não tinham qualquer registro civil.

Autor: Tags: , , ,

49 comentários | Comentar

  1. 99 antonio 04/01/2012 10:43

    Por que vão se preocupar com alguma coisa, em ter menos filhos por exemplo, se essa é 1 forma de ganhar dinheiro facil, é só matricular na escola, as professoras cuidam, podem ter 10 ou 12 multiplicado por 54,oo reis já ta com o mes ganho.
    Se for cada 1 de 1 homem melhor ainda, tem a renda da pensão que se não pagar o cara vai
    preso. se roubar ou matar não vai, mas se não pagar pensão vai com certeza, quer coisa mais eficaz para aumentar as favelas???

  2. 98 louise 22/12/2011 18:13

    Em relação às favelas, a Rocinha é a favela mais feia que existe. Acabou com São Conrado, cresceu e cresce desordenadamente. Não adianta ter uma vista maravilhosa lá de cima, se quando você olha para dentro de casa, é simplesmente uma construção mal feita, um perigo. A favela do morro azul no flamengo é outro horror. Todos os dias tem construção nova e ninguém faz nada. O Rio de Janeiro é uma cidade favelizada.Se dependermos do nosso governo(prefeito, governador), vamos acabar sendo engolidos pelas favelas.

  3. 97 Egomet 22/12/2011 18:11

    Tudo isso perpassa pela falta de um procedimento simples, barato e absolutamente eficaz: Controle de natalidade.
    De nada adianta tapar Sol com peneira! Se houvesse um controle populacional, social honesto e sério, visando ao bem do indivíduo, desde a sua concepção, sem a visão caolha que algumas religiões têm, não haveria problemas como o das favelas, a muito da violência desenfreada e até da indigência.
    Todo ser só deve poder ser concebido quando tiver chance de competir com o outro em igualdade de condições. Uma criança não pode nascer sem família; logo, para a procriação, é fundamental a exigência de casamento (de verdade! perante Deus e o homem) e de condições físicas, psicológicas e financeiras (comprovadas por estudo, hereditariedade, saúde, empregabilidade, condições materiais, pecuniárias…). E, diferindo para cada casal, o número da prole deve estar completamente ligado a isso.
    Tudo deve estar comprovado ao se efetuar o nascimento de filho/a – seguindo-se de esterilização obrigatória, ao se completar a prole admitida ao casal.
    Aos infratores, deve-se aplicar inexoravelmente as consequentes esterilizações e tempo de aprisionamento, baseando-se tudo em exames de DNA. É desnecessário qualquer perda de tempo e dinheiro com procedimentos judiciais – a letra da Lei pode antecipadamente prever tudo.

  4. 96 Observadordepirata 22/12/2011 16:34

    O governo se apropria de mais da metade da renda do pobre, via IMPOSTOS, no consumo de bens e serviços e depois dá uma BOLSA ESMOLA , que no fundo não passa de compra descarada de voto! Toma com um balde e dá com a mão vazia!!!! Caras de pau, mentirosos!
    Quem é hoje o MAIOR CONCENTRADOR DE RENDA NO PAÍS? O GOVERNO. E ponto final.

  5. 95 Marcos Milani 22/12/2011 16:16

    As favelas no Rio de Janeiro ao invés de serem consideradas como uma calamidade social e ambiental, são, pelo contrário, reverenciadas como o berço da cultura carioca.
    O país deveria se envergonhar de ostentar tamanha miséria.
    Vi outro dia na Globo, a apresentação das lages de aluguel para as festas do Reveillon, como isso representasse um espetáculo dígno de visitação turística.
    Todos sabem, que os “morros” abrigam toda sorte de criminosos e exploradores da miséria, como os traficantes, bicheiros e milicianos. A grande parte da população é composta por trabalhadores que vivem em situação de risco, ora por deslizamentos, ora por confrontos armados.
    Em qualquer país suficientemente civilizado o movimento seria inverso do que temos na cidade do Rio de Janeiro.
    Deveriam impedir o crescimento dessas “comunidades” e numa segunda etapa remover toda essa população para outros locais mais adequados e com a infraestrutura necessária para que as pessoas deixem de ser favelados pendurados no entorno da cidade maravilhosa.

    Hoje em São Paulo, por negligência da prefeitura, que na voz do próprio prefeito declarou que a favela do moinho seria a “próxima” a ser atendida pelo plano diretor, sabe-se lá de que, ardeu em chamas e quase provocou uma calamidade imensa, se não fosse pela ação dos bombeiros.

    Será que o governo do Rio não se preocupa com a possibilidade de um acidente dessa natureza em locais onde a concentração poulacional é gigantesca?

    Ou será que também aparecerão depois na TV anunciando que alguma medida estava próxima a ser adotada e que tudo não passou de uma calamidade inesperada.

    O verão chegou e mais uma vez certamente assistiremos as lamúrias das autoridades quando ocorrer o que tudo mundo já sabe que vai acontecer novamente devido as chuvas.

    Ou será que essa imobilidade já é o plano diretor par reduzir a favelização?

  6. 94 José Antonio 22/12/2011 16:09

    O problema do RJ é o fato de haver diversos morros dentro da própria cidade. A qualquer lugar que vamos, vemos os morros, e por tabela vemos a pobreza. Não tem como esconder.

    O contrário ocorre na outras capitais, onde temos a cidade plana, e por consequência as favelas ficam escondidas na periferia da própria cidade.

    O que precisamos fazer é melhorar a qualidade de vida destas pessoas, tanto faz se estão em morros ou não.

  7. 93 Jurandir Pereira Nunes 22/12/2011 16:02

    Bom para muitos cariocas,morar em área de risco acaba sendo uma opção indesejada..
    Pois o custo de uma casa Lá deve ser muito caro,como aqui em são Paulo e em todo o país.então morar na favela acaba sendo uma opção.
    A constituição diz que todos Brasileiros,tem direito a Educação a Saúde e a moradia
    Mas isso é só para ingleses verem,bem de longe..

  8. 92 João 22/12/2011 15:47

    Isto aqui é um país de loucos.
    Em nome da pobreza e da falta de moradia, invadem terrenos, morros, áreas de proteção ambiental, despejam dejetos nos Rios e subsolos, formam verdadeiros guetos sem lei. Roubam luz e água, matam, estupram e incineram desafetos, tudo isso, diante da permissividade daqueles que elegemos, e das autoridades que recebem seus salários através dos impostos e taxas que pagamos. Casas são oferecidas gratuitamente ou com facilidades de pagamento aos invasores, quando a prefeitura resolve desapropriar os barracos destruídos em virtude dos deslizamentos em época de chuvas fortes. E aos que pagam com seus impostos esses desmandos, o que retorna em benefício direto?.

  9. 91 paulinho blogueiro 22/12/2011 15:17

    Esse não é só o crescimento no rio de janeiro , mais sim no brasil todo , onde a população de todos os estados e regiões , estão sendo afundadas , e obrigada a morar nessas situações:
    primeiro por muita roubaleira de politicos de todos os partidos: todos , sem nenhum melhor q o outro. e tambem o salario do brasileiro , q já era um salario de fome , ta ainda sendo defazado a cada dia .. se não tivermos cuidado , será o futuro de todos ,,,,

  10. 90 george lima 22/12/2011 14:48

    Parte da reportagem do proprio IG agora a a tarde : Dilma envia três ministros para incêndio em favela de SP
    Gilberto Carvalho, Secretaria-Geral da Presidência, Tereza Campello, Desenvolvimento Social, e Maria do Rosário, Direitos Humanos, vão à Favela do Moinho…
    Sabem o que vai acontecer?? leiam nos demais comentarios…

  11. 89 Calendário do Severino 22/12/2011 14:44

    Mas o PT govena o país há quanto tempo? Sessenta anos? Ah, dez anos! Então de quem é o crédito dos outros cinquenta anos?

  12. 88 André 22/12/2011 14:43

    Ninguém no Brasil pode dar uma de Alemão ou Italiano, somos todos uma nação e sabemos que a segregação existe, que é complicado conseguir financiar uma casa, que é complicado trabalhar e estudar, que o Brasil é campeão em impostos, e que é complicado viver iludido por políticos e empresários.
    Diante disto minha opião opinião é: Quem está no poder é quem produz a miséria, miséria resta que não se restringe ao rio ou São Paulo, e muito menos está insirida somente na favela.

    Em 2012 visitem o blog: denunciaa.wordpress.com, para continuarmos debatendo estes temas.

    Boas festas!

  13. 87 Observadordepirata 22/12/2011 14:30

    Como sempre, fazem confusão de tudo no Brasil. Uma coisa é ser favorável ao aborto e outra é fazer planejamento familiar usando métodos contraceptivos. O planejanmeto familiar é bom para as famílias e para a sociedade. Mas ignorantes e políticos demagogos e inescrupulosos, querem colocar o planejamento familiar no mesmo buraco que o aborto e são conta ambos. Lamentável.

  14. 86 Ederval 22/12/2011 14:13

    Concordo “em gênero e número” com o Paulo Henrique Coimbra de Oliveira (comentário 28)
    Infelizmente, esse engodo petista cria, na população em geral, uma falsa esperança de que tudo vai dar certo, mesmo com tantas evidências de corrupção. Como diz o ilustre Paulo Henrique, para a corja petista (e basa aliada) sempre dará certo. Mesmo que em nossa favelas, onde milhões de irmãos brasileiros vivem, não haja mais violência, não haja mais traficantes…prostituição infantil, que haja controle de natalidade, etc. mas se não mudar a política econômica e social…é como combater um tumor no cérebro com Aspirinas. A miséria continuará e essa situação jamais será extinta, porém terá uma nova roupagem, colorida.

  15. 85 Rodolfo de Andrade 22/12/2011 14:10

    Para esses sem casa,terra,etc..Que recebem bolsas familia,vale gás,contas agua luz somente taxa,etc..Todas as vezes que fossem renovar o cartão do governo a mulher deveria se apresentar e receber implante de anticoncepcional sob a pele que duraria até próxima renovação.E para religiossos,pastores,crentes e todos os tipos de crenças que forem contra deveriamos começar a cobrar os impostos municipais,estaduais e federeais que são isentos para tambem ajudarem a pagar conta.Já que essa industria da fé e a maior movimentação financeira do Brasil sem impostos!!!!!

  16. 84 silvana 22/12/2011 14:10

    A CULPA É TODA DOS GOVERNANTES QUE NÃO TEM CONTROLE DAS COISAS, SE QUANDO SURGISSE O PRIMEIRO BARRACO FOSSE DEMOLINDO, COLOCANDO ABAIXO, ISSO NÃO ESTARIA DO JEITO QUE ESTÁ, A VERDADE É Q AS AUTORIDADES NÃO ESTÁ NEM AI PARA ISSO, ELES ´SO QUEREM OS VOTOS DELES NAS ELEIÇÕES E O BOLSO DELES CHEIOS

  17. 83 silvana 22/12/2011 14:04

    A CULPA DE TER TANTA FAVELA É DO GOVERNO

  18. 82 paulista 22/12/2011 13:29

    a mim não interfere em nada moro em São Paulo , cada estado que resolva o seu problema, mas o problema é que o rio não consegue resolver seus problemas sozinhos sem a intervensão do governo federal , carioca não é a maladrangem, o samba no morro então taí a resposta não reclamem

  19. 81 Paulo Soares 22/12/2011 13:15

    Quem disse que na favela só tem pobre ? Tanto nas favelas da Zona Sul, como a Rocinha, vidigal, Babilonia, como as do suburbios como o Alemão, Parque União e Vila Cruzeiro tem casas triplex e prédios de até 4 andares que muitos cidadãos de classe média não tem. Isso sem contar os empresários de lanchonetes, padarias, supermercados, lojas de materiais de construção e de móveis, escolas, papelarias, bares…..Birosca, só na parte pobre das favelas. Conheço um dono de loja de material de construção que mora e trabalha numa favela que tem 12 Kitinetes. Não paga água, luz, IPTU, a loja não é legalizada, ou seja, não paga imposto nenhum e ainda tem Gatonet( TV e Velox ) a R$ 50,00 p/mês. Quem paga esta conta ? Toda a sociedade. Sou micro-empresário, com 2 funcionários registrados, com 2 lojinhas pequenas e pago R$ 480,00 só de água c/1 bica,1 chuveiro e 1 vaso. A outra loja nem água tem. Estou pensando seriamente em virar favelado também. É revoltante !

  20. 80 Charles 22/12/2011 12:19

    Na Rocinha 80% da população são nordestinos e descendentes, por isso brancos são maioria.

  21. 79 Observadordepirata 22/12/2011 12:05

    Se essa gente tivesse que pagar as contas que a classe média paga(IPTU, condomínio, plano de saúde, ensino, luz, etc) , pensariam dez vezes antes de ter 5 filhos. Mas como não existe essa preocupação: faz um puxadinho e enfia mais 4 pessoas lá dentro, existe essa explosão demográfica nas favelas.

  22. 78 paulo henrique coimbra de oliveira 22/12/2011 12:02

    Este é o programa do PAC, ” MEU BARRACO, MINHA MORTE ” deste governo fétido. As ultimas noticias mostram a miséria disseminada. E este governo podre fala em realizações. Há noticias de 19 ricos por minuto. Só se for de militantes do PT e base aliada , a nova mafia instituida no Brasil.

  23. 77 Marco 22/12/2011 12:02

    Solução para diminuir o tamanho da favela.

    Vá até a parte baixa do morro e desaproprie 15 casinhas e no lugar construa um prédio de 4 andares ( os moradores dessas casinhas vão para o novo prédio). Vai sobrar mais espaço para novos prédios e novas desapropriações , diminuindo o espaço ocupado que poderá ser reflorestado e receber ruas por onde os bombeiros , ambulancias e entregas de gás e mercadorias poderão entrar.
    Simples assim !

  24. 76 Daniel 22/12/2011 11:58

    Parabéns ao Rio, por essa nova liderança !
    Uns sabem outros não, mas a verdade é que nenhuma favela começa com 1.000 barracos da noite para o dia. Começa com um, dois, dez barracos e aí passam-se dez anos e chega-se facilmente a 500 barracos. Quem sempre fomentou a favelas foram os próprios governates, com o descaso, votos e a desculpa da falta de fiscais. Depois de muitos anos, vão querer remover e aí gera a resistência dos moradores.

  25. 75 Observadordepirata 22/12/2011 11:56

    As favelas vão engulir essa cidade. Os demagogos falam de tudo, menos de planejamento familiar e controle da natalidade.

  26. 74 Alessandro 22/12/2011 11:45

    Favela, muquifo, comunidade….agora é “aglomerado subnormal”. O fato é que essas pessoas têm todo o apoio dos governos pra viver nessas condições “subnormais” de falta de água ou esgoto. A mídia tem estimulado as favelas, estão achando tudo lindo, e os governantes têm nelas um meio de ficar eternamente no poder, “prometendo” a eles tudo o que parece possível, mas que jamais lhes será dado, que é o real estímulo a deixar essas condições “subnormais” , integrando uma cidade realmente civilizada.

    De fato, Copa e Olimpíadas são o menor de nossos problemas…

  27. 73 cinthia 22/12/2011 11:40

    Isso acontece tb pelo preço absurdamente alto dos imóveis no Brasil, principalmente no Rio e São Paulo, e uma população com salários pequenos. Não sei o que o governo poderia fazr para regulamentar o mercado de imóveis e segurar o aumento dos preços.

  28. 72 antonio 22/12/2011 11:32

    a miséria não para de crescer

  29. 71 Eduardo 22/12/2011 11:13

    Agora que foram ver, que o Rio de Janeiro é uma grande favela com vestijos de cidade!
    Culpa de alguns governos, que liberaram a construção de favelas por todo lado e nada foi feito. Se não tiver uma lei e esta lei ser aplicada, vai chegar cada vez mais gente de todo lado para morar na cidade maravilhosa aff rsrs

  30. 70 Santos 22/12/2011 11:03

    Só os governantes do Rio acham que as favelas não estão crescendo ABSURDAMENTE. Fazem de conta que não veem ou, como de costume, tratam a população como idiotas, construindo “murinhos limites” nas comunidades. Isso é resultado de ANOS e ANOS de péssimas administrações em todos os níveis: estadual, municipal e federal e o que é desesperador: NADA MUDA NO PAÍS DO FAZ DE CONTA.

  31. 69 Joao Everardo de Menezes 22/12/2011 10:56

    O pessoal mais pobre melhorou de vida e no Rio de Janeiro morar numa favela é ser privilegiado com ventilação, paisagem, serviços locais e até com transporte por planos inclinados além de serem elas próximas dos pontos ricos e comerciais da cidade. Quando as favelas forem bem “pacificadas” (creio até que lá a criminalidade hoje em dia contra o cidadão comum seja menor que em áreas mais “nobres”) os terrenos lá valerão muito dinheiro também pela sua ótima localização!

  32. 68 Pedro Neto 22/12/2011 10:42

    Seria importante que o IBGE, publicasse 100% da pesquisa, que história essa de não comparar os dados atuais com os dados históricos. Mas pelo que foi publicado, infere-se que as desvantagens, ou as mazelas da democracia, comandada pelas politicagens, são extremamente prejudiciais ou país.

  33. 67 Humberto 22/12/2011 10:01

    Sr. blogueiro, quantas vezes o Sr. reclamou a falta de uma política habitacional no Brasil?

    Não chore o leite derramado!

  34. 66 Manoel Carlos 22/12/2011 9:31

    Eu ja estou cansado , dessa reclamação do POVINHO BRASILEIRO .

    A população não entende o extremo trabalho que nosso governo vem realizando para trazer a COPA DO MUNDO E OLIMPIADAS PARA O BRASIL .

    Será que não podem esperar mais um pouco mais .

  35. 65 anonimo 22/12/2011 9:19

    Concordo com muitos, a herança que ronda esse país é de longe, e, vem um partido mediocre chamado PT com o chefe LULA, que criticava as medidas dos outros governo como auxilio e bolsa, mas editaram as mesma medidas com nomes diferentes, até porque não tem a minima criatividade, então propagou para o país que trabalhar não é preciso, mas manter o filho na escola e leva o bolsa familia, a miséria de R$ 54,00/filho na escola. Enquanto, isso a corrupção corre solta, pois o individuo não tem tempo para pensar nisso. Como se diz acabou com a classe pobre e os transformou em favelados. Outro dado alarmante, que muitos não sabem é que o nosso vizinho Evo Morales da Bolivia, está repassando para o nosso país a mão de obra técnica que ele tem para nós, pois dezenas de ónibus deixam a fronteira de Corumbá todos os dias com destino Rio de Janeiro, para trabalharem na construção civil, segundo informação quando abordei um dos bolibianos que passou a informação que estavam indo para o Rio. Logo com as chuvas que prometem esse ano, que por certo tais familias que aqui estão se alojando não vão morar na Vieira Souto e nem em Copacabana, irão morar na favela, onde ocorreram novos deslizamentos e trajédias anunciadas, em que o presidente Evo Morales irá nos cobrar, que transformamos seu povo em escravo e morador de favela, viva LULA e Dilma que tudo aceitam dos nossos vizinhos, sem expressar qualquer reação, a droga entra pelo Paraguai e Bolivia, mas não há politica de governo para conter isso, afinal os presidentes dos paises hermanos são amigos do LULLA que se acha dono do BRASIL, os brasileiros precisam acordar desse pesadelo, mesmo doente ele continua dando as ordens no terreiro e a presindente pau mandado obedece fielmente as ordens do chefe.

  36. 64 Cezar Lima 22/12/2011 9:19

    É isto que o governo quer, que aumente mais a população sem infraestruturo, educação, saúde, porque daí é mais facil comprar os votos com as bolsas. Por favor vamos fazer uma campanha para que se tenha um controle de natalidade, quem mais tem filhos é justamente aqueles que não tem condição de dar uma boa formação. E outra, tem que se mudar esta lei que menor de 18 anos não tem punição, roubar, assaltar e assassinar eles podem, trabalhar não podem. Vamos acordar antes que seja tarde demais.

  37. 63 carlos 22/12/2011 9:06

    Esse foi o crescimento do Brasil na gestão petista do analfabeto funcional Lula I, O Apedeuta.

  38. 62 Claudio Rossetto 22/12/2011 8:59

    Lógico que favela cresce rápido por vários motivos: Não pagam IPTU, Fazem Gato Luz,Gato Net, aluguel quase não existe porque a pessoa se apodera da área e que vai tira-lá. Por todos esses motivos favela cresce e crescerá mais que mato em beira de estrada.

  39. 61 cristina 22/12/2011 8:56

    Graças a essas boas matérias é que ficamos a par da verdadeira realidade do Brasil. Os governantes querem fazer nossa cabeça com mentiras, mas os números mostram outra realidade. E o pior é que com a população das favelas crescendo, cresce também o número da bandidagem que vivem nestes locais, é óbvio. E sabemos que aqui não tem pena de morte. Se isso não for resolvido daqui a alguns anos vai ter tanto bandido quanto cidadão de bem. Será uma guerra! O cara que colocou fogo no circo aqui no Brasil matando centenas de pessoas pegou só 16 anos de cadeia. Nos estados unidos um homem que mata duas pessoas no doloso pega pena de morte. Incrível. Essa Lei brasileira é uma Mãe para os maus feitores!!!! Deveria ser o contrário – para os cidadãos de bem!

  40. 60 Carlos Azambuja 22/12/2011 8:52

    Desses quase 2 milhões de favelados no Estado do Rio de Janeiro, quantos são realmente fluminenses ?

  41. 59 george lima 22/12/2011 8:02

    Muito bons os comentarios….todos com fundamentos de quem observa o que vem acontecendo neste pais com minusculas… mas olhem so..: imaginem uma familia de nossos conterraneos lá de cima que por alguma razão consegue assistir aos programas da telinha.Eles observam que tudo aqui em baixo é luxo, da dinheiro, .. é o paraiso pra eles. Que que o pai de familia faz? faz a trouxa e vem pra ca pra ser rico. Chega na maioria da vezes em SP, RJ, MG, e dai pra baixo. Tenta ganhar o $ que via na telinha e não consegue. Se aloja numa favela.. ops! Comunidade ! e pra se sustentar corre pra outros lados e da lei.Bem .. mais um. E assim por diante.. (vcs ja foram à rodoviaria do Rio observar a quantidade de conterraneos que chegam ?) E o que que acontece durante o anos que virão? As Comunidades incham… não tem trabalho pra todos… pegam fogo.. nunca tem vitimas (ja observaram isto?) os moradores(?) vão pras ruas, ateiam fogo em colchoes … fecham o que resta de um transito.. e os governos que que fazem? Oferecem moradias novas.. a preço de custo ou de graça e isto tudo acaba com os “parente” la de cima vindo em bando pra morar na casa nova. Eu tive de aturar uma empresa durante 30 anos, que foi privatizada.. e hoje moro de favor…pagando impostos e com o governo não tendo 10% pra ajustar meu salario. Quase um livro, não? E para finalisar num pais onde alguns politicos reajustam seus salarios em quase 100% !! Ai eu pergunto…se dona dilma esta satisfeita em chefiar um povo que não faz como ela fez… foi à luta pra brigar pelos direitos..em vez de , como eu, não ficar sentado em frente á um computador so vendo as coisas acontecerem e ficar pixando as coisas erradas….

  42. 58 Roberto d Avila 22/12/2011 1:24

    Com o incentivo do bolsa familia, e com esse governo maravilhoso, da segunda besta do apocalipse, a classe pobre vai procriar igual coelho, enfim so a Justiça Divina dará jeito neste mar de lama.

  43. 57 O Bigorna 21/12/2011 22:54

    Na minha opinião a coisa deveria ser alcontrario as Comunidades é que deveriam diminuir e as Cidades cada vesz mais terem melhores condições de serem habitadas com toda a infra estrutura que uma cidade precisa ter tais como Primeiro Saneamento Basico, Segundo Saude, Terceiro Educação Quarto Meios de Locomoção, Quinto Trabalho e demais beneficios que uma Cidade onde os habitantes possam viver com dignidade.

  44. 56 Javan 21/12/2011 22:36

    Quem planta colhe. Foram décadas de exclusão.O Fmi mandava no governo. Os caciques feudais do congresso são os mesmos(veja o nome deles). O jeitinho idem . As construtoras corruptas e ladras reinam para sempre. O sistema político os dignissimos do congresso não mudam. A justiça cega só apronta.. A corrupção está em todos os níveis faz é tempo. A infraestrutura é vergonhosa(faz tempo tanbém). Os favelados, os analfabetos, os sem teto, sem terra sem tudo, sem nada, estão ai desde sempre. A criminalidade é a colheita do abandono. Mas o culpado é sem dúvida Lula, o Pt e a Dilma pois em 9 anos não resolveram todas as desgraças herdadas dos últimos 90 anos.

  45. 55 Luiz Pinheiro 21/12/2011 22:21

    Não foi só a população das favelas que aumentou, há uma especulação imobiliária e descaso do poder público por tras disso tudo, favelizando os bairros que são ocupados por não favelados, a hora do seu bairro vai chegar…

  46. 54 Galileu 21/12/2011 21:25

    Jak vc é substituto,fala pro Barros,perguntar se os amiguinhos dêle,os Trabuco Perfeito,que ferrararam êsse povo durante mais de 50 anos,tem alguma solução para o problema ou irão continuar a sua maratona por lucro fácil em detrimento do bem estar do povo brasileiro.(que esta deixando de ser bobo dessa laia de gente)

  47. 53 ANIBAL DOS SANTOS FILHO 21/12/2011 21:24

    Não tenho a menor dúvida e digo mais, com as instalações das UPPs, a tendência é aumentar mais ainda. Bom Natal para todos.

  48. 52 Edivelton Tadeu Mendes 21/12/2011 21:13

    No caso existe fatores internos – de regiões do Norte e Nordeste, e renda inferior a necessidade de sobrevivência de parte da população, ou seja não auferem salário ou renda para pagar aluguel ou compra de moradia!E o (des)governo geral – em especial o Municipal, fica mudo, cego e surdo – junto com o Congresso para este fato!

  49. 51 Mariza Vieira 21/12/2011 21:10

    É QUE O PT DIZ QUE ACABOU COM A CLASSE POBRE NO BRASIL.TB ACHO, VIROU TUDO FAVELADO !

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.