Publicidade

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011 Reportagem | 09:04

De Sepetiba a Praia Grossa, as 71 praias cariocas

Compartilhe: Twitter

Do Leme ao Pontal não há nada igual… no mundo. Sem contar com Calabouço, Flamengo, Botafogo, Urca, Praia Vermelha, já cantava Tim Maia com seu vozeirão.

Praia do Diabo, com Ipanema e Leblon ao fundo

Praia do Diabo, com Ipanema e Leblon ao fundo

Só que Tim deixou de lado muitas praias famosas da cidade do Rio de Janeiro. Ele nomeou 7 das 71 que formam os 90 km da orla carioca – em mar aberto, em restinga e na Baía de Guanabara.

Símbolos do Rio, elas foram inventariadas e ganharam um roteiro em “Praias Cariocas”, do designer Claudio Novaes, 50 anos, gerente de Disseminação de Informação do IPP (Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos), que lançou esta semana o livro (R$ 25) com fotos dele e do fotógrafo Cesar Duarte.

Algumas são famosas internacionalmente, como Copacabana e Ipanema, que renderam músicas e se transformaram em dois dos mais vistosos cartões postais do País.

Tirando a roupa

Abricó, em Grumari, é a praia naturista do Rio

Com 270 metros de extensão, Abricó é a praia naturista do Rio

Há outras que já tiveram algum destaque ou que, ocasionalmente, ganham atenção da mídia. No primeiro caso é possível citar a Praia de Ramos, com seu piscinão na Zona Norte. No segundo caso está Abricó. Com seus 270 metros de extensão, e cercada por pedras e vegetação, é a única reserva naturista da cidade. Para entrar lá só seguindo os preceitos da associação que administra o lugar. Em outras palavras, tirando a roupa e ficando ao natural.

Praia de Ramos, na Baía de Guanabara, com o piscinão de Ramos

Praia de Ramos, na Baía de Guanabara, com o piscinão de Ramos

“Pensei em estruturar o livro  como um roteiro, como se o leitor caminhasse pela orla da cidade, de Sepetiba até Paquetá, a ilha no meio da Baía de Guanabara”, explica Cláudio, que levou 11 meses de pesquisa e trabalho de campo, indo a todas as praias citadas. Ou quase. “Em Abricó só fui até a entrada”, ri.

Como ponto de partida ele usou uma listagem e informações do IPP, que à maneira de um IBGE carioca reúne informações estatísticas sobre a cidade. As praias foram ordenadas em cinco áreas: Zona Oeste, Barra da Tijuca, Zona Sul, Zona Norte e Ilha de Paquetá.

Local de fundação da cidade

E cada uma apresenta mapa de localização, informações sobre acessos, serviços e equipamentos disponíveis, além de curiosidades. Por exemplo, a Praia de Fora, dentro da fortaleza de São João, na Urca, não é somente a última praia da Zona Sul antes da baía. Foi láque Estácio de Sá fundou a cidade, em 1565.

A José Bonifácio, ou da Guarda, na Ilha de Paquetá, ganhou esse nome  por conta da guarda montada para vigiar a prisão domiciliar de José Bonifácio de Andrada e Silva, o patriarca da independência.

“A de São Bento, na Ilha do Governador, tem uma história interessante. A área foi doada por um fazendeiro aos padres beneditinos em troca da salvação da alma dele e da família”, conta Cláudio.

Praias selvagens

Mapa do livro mostra a localização das praias selvagens

Mapa do livro mostra a localização das praias selvagens

Na Zona Oeste ficam as cinco praias “selvagens” da cidade, sem acesso formal ou qualquer infraestrutura no local. Para chegar a esses pontos, protegidos por paredões de pedra e vegetação intocada, só por barcos ou caminhando por trilhas.

Praia do Perigoso é uma das cinco ainda selvagens na cidade

A praia do perigoso é uma das cinco ainda selvagens na cidade

As praias dos Búzios, do Perigoso, do Meio, Funda e do Inferno ficam próximas, entre Grumari e Barra de Guaratiba. Desconhecidas dos cariocas, elas ficam praticamente desertas durante a semana e são pouco visitadas nos finais de semana.

“As selvagens são mais bonitas, mas não têm qualquer infraestrutura. Gosto de Grumari, que tem alguma estrutura, quiosques para comer ou beber algo, e são um pouco selvagens ainda”, afirma Cláudio, que também frequenta a Barra.

Nem todas as 71 são próprias para banho. “As praias de Paquetá são muito bonitas, mas não são balneáveis. Elas sofrem com a degradação da baía, infelizmente”, diz Cláudio sobre a parte final de seu roteiro, que termina com as 14 praias da ilha.

Aliás, se seguisse a geografia carioca, Tim Maia teria feito outra letra para “Do Leme ao Pontal”. De Sepetiba a Praia Grossa não há nada igual… no mundo. Hum, pensando bem, melhor não.

Autor: Tags: , , , ,

29 comentários | Comentar

  1. 79 SIlveira 23/01/2013 1:14

    Não existe essa rivalidade de Sp contra Rio, ninguém no Rio vai tratar mal alguém só porque é de Sp e vice versa. Uma coisa é certa, o Rio de Janeiro é uma das cidades mais lindas do mundo. Quem mora em Sp precisa levar 100 Km pra chegar na praia. As coisas em Sp são muito distantes uma das outras.Tem alguns parques legais, de lazer é basicamente isso.Sp só tem bar e balada, se vc quer dar uma volta durante o dia só resta ir ao shopping.Os pontos turísticos que tem aqui é ir no museu. Quando eu vou pro Rio fico impressionado, não é apenas praia e lagoa e sim lazer na cidade toda …
    Acho que alguns paulistas tem um pouco de inveja e prefere falar mal do Rio de Janeiro, porque no fundo todo mundo queria morar lá.Acho que o Rio faz parte do Brasil e o Brasil se é conhecido lá fora é justamente pela cidade Maravilhosa, que deve ser motivo de orgulho para todo brasileiro. Falo tudo isso sem hipocrisia porque moro em Sp, mas espero um dia poder morar no Rio !

  2. 78 Thiago 23/01/2013 0:58

    Sou de Sp mas sonho em morar no Rio.Sp tem lugares legais também, mas não dá pra comparar ! … Realmente do Leme ao Pontal, não há nada igual !

  3. 77 carlos henrique 10/11/2012 16:09

    O que eu mais amo no Rio de Janeiro é que a única cidade brasileira que tem a cara e a coragem de falar de suas misérias, mazelas,favelas e mediocridades. Você não assiste no Jornal Nacional que Curitiba,Salvbador,Recife etc… tem assaltos ou algo assim. Já fui a estas cidades e vi muita pobreza, portanto a mídia faz questão de ocultar essas realidades, cracudos existem em todas as grandfes cidades do Brasil, no entanto ´s mostram os do Rio de Janeiro, até a tão famosa Curitiba com toda sua organização tem as suas mazelas e defeitos, poré só passa no PRTV, enguanto tudo o que acontece no Rio de Janeiro passa no RJTV e fazem questão de botar no Jornal Nacional, visando unicamente mancgar a imagem do Rio de Janeiro. Eu nunca vi tanto turista no Rio de Janeiro como atualmente,aqui nãi existe mais baixa estação ou alta estação, a ci dade está mais segura, mais limpa, acessem no YOUTUBR RIO2016, se tudo sair do papel, parceiro essa cidade vai dar um show em turismo.Os ensaios técnicos das escolas de samba começam em dezembro no sambódromo, vem carreatas de outros estados ´só pra assistirem os ensaios, ficam boquiabertos , já vi paulistas colocarem as mãos no queixo e comentar se o ensaio dos caras é assim imagima no dido desfile oficial. SAUDAÇÕES FLUMINENSES não sou carioca sou NITEROIENSE

  4. 76 carlos 12/01/2012 16:57

    da hora

  5. 75 Maria 12/12/2011 11:57

    Essa matéria dá vontade de antecipar as férias e começar a fazer uma “expedição” por cada uma das praias listadas. Mas tudo bem, janeiro está chegando….

  6. 74 sidiborges 08/12/2011 15:32

    Não entendi por qual motivo falam que as praias Barra de Guaratiba, do Meio, Perigoso, Búzios, Grumari, Macumba, Pontal…ficam perto de comunidade. Tirando Barra de Guaratiba que está bem próximo ou dentro da área militar (Exército) e ainda parece ser um bairro de veraneio, as outras estão praticamente desertas.

  7. 73 Cassio 08/12/2011 15:27

    Achei matéria excelente, principalmente por se tratar de uma parte da natureza que ainda nos resta, as praias do Rio são as coisa mais lindas do estado. Aos comentários infelizes basta apenas o desprezo.

  8. 72 Rômulo 08/12/2011 15:16

    Impressionante como uma simples matéria – que, por acaso, foi sobre as belas praias do Rio, mas que poderiam ser do Ceará, da Bahia… – pode gerar tanta polêmica. É por isso que o país continua ignorante e imaturo. Aliás, tem que ser muito ignorante mesmo para ver bairrismo numa matéria como essa. Eu, carioca, adoro, p.ex., matérias sobre a vida paulistana (sou fã da Avenida Paulista) e nem por isso vejo bairrismo ou qualquer tentativa de achar que São Paulo é melhor ou pior que o Rio ou qualquer outra cidade do Brasil.
    Falta isso: conhecimento, maturidade e noção de unidade. O país é um só. É óbvio que há lugares melhores que outros para viver, assim como há gente mais ou menos educada, mais ou menos culta etc. Aqui e em qualquer lugar do mundo!!!
    Então, pessoal, em vez de fazer comentários ridículos, uma verdadeira perda de tempo, seria melhor cultuar sim o que há de belo no Rio, em São Paulo, em Recife, Salvador, Porto Alegre, Belém, Manaus, Brasília…

  9. Luiz Antonio Ryff 08/12/2011 15:04

    Pessoal,

    A matéria é sobre um livro que lista as praias cariocas, pois a coluna é “Direto do Rio”. Entretanto, o espaço não surgiu para defender bairrismos ou criticar vizinhos. O litoral paulista tem belíssimas praias, como quem já foi lá sabe. A capital não tem praia, claro, mas morar em São Paulo tem outras vantagens. Nasci no Rio, morei em São Paulo, e ambas as cidades têm problemas e qualidades. Mas essa rixa entre Rio e São Paulo é coisa antiga e ultrapassada, não?
    Abraços

  10. 71 lú castro 08/12/2011 14:48

    Nunca li tanta idiotice no mesmo espaço, gente cada cidade tem suas belezas e suas misérias, e mais o mundo não se restringe a SP e RIO, ….mente pequena, bairrismo, coisa de gente medíocre###

  11. 70 Ariovaldo 08/12/2011 14:47

    não sei por que invejar, sou paulista e moro a 350 metros da praia; Santos, Guarujá, Praia Grande, Ubatuba são entre tantas outras cidades paulistas que tem suas praias e também bonitas, além de confortáveis, morei 8 anos no Rio de Janeiro e conheço alguma coisa, por exemplo: Sepetiba está a 60 Km do centro da cidade, a mesma distância de São Paulo (capital) à Praia Grande, e os caminhos são muito diferentes.

  12. 69 Alberto 08/12/2011 14:46

    É impressonante. Eu já frequento estas praias da Zona Oeste há, pelo menos, 5 anos e é bom mesmo que seja sem a tão famingerada “infraestrtura”, porque a população infelizmente ainda não tem condições de frequentar e fazer a sua parte, preservando o meio ambiente e, no mais, pra chegar lá, tem que fazer uma boa caminhada por dentro da mata e das pedras.

  13. 68 Carioca 08/12/2011 14:45

    Acho tremenda besteira falar de inveja disso ou daquilo. Como muitos disseram, somos todos brasileiros. Mas também acho a mais pura ignorância, Paulista falar de Bandidos, Favela e Miséria! Assim como as praias existem em praticamento todo o Brasil, Bandidos, Favela e Miséria também…inclusive, em São Paulo…e muito! Ficam olhando pro rabo dos outros e esquecem os seus…Como se vivessem no 1º mundo! Ridículos!

  14. 67 Christian 08/12/2011 14:34

    Quem foi que disse Geraldo que “Paulistano” tem inveja de carioca…vcs moram numa cidade muito bonita, mas São Paulo tem cidades e praias do litoral norte lindissimas tb, e não se trata de inveja, se trata de gosto, oque adianta praias perto dos bairros se esses mesmos bairros são favelas ????? Ou como vcs gostam de dizer “comunidade”, Aliás pelo seu nome vc nem do rio é, com certeza deve ser nordestino, ai sim concordo com vc que o nordeste do nosso país não tem igual….precisa conhecer mais belezas naturais do pais pra nao ter que tomar Rio de janeiro como referencia.

  15. 66 David 08/12/2011 14:31

    Que comentario horrivel, não sabe o que falar fica quieto.

  16. 65 Humberto 08/12/2011 14:30

    Tão lindas, tão perto dos bairros…. mas será que vc conhece todas elas? Ou pelo menos já ouviu falar? Por que ao invés de criticar os paulistas você não faz um comentário construtivo?

  17. 64 Abreu 08/12/2011 14:23

    Alguém sequer mencionou que gosta disso ou daquilo ou tem inveja de cá ou de lá, seu Geraldo?

  18. 63 patricia 08/12/2011 14:13

    Nossa tao antigo e over esse negocio de falar que paulista tem inveja de carioca…falta de inteligencia e argumentos…estamos no mesmo Pais…coisa de americano,europeu…se atualiza!

  19. 62 Marco 08/12/2011 14:10

    Geraldo realmente a natureza é generosa, mas o Rio é dos brasileiros, e não só dos cariocas, todos que usam tem que cuidar bem….afinal é um patrimônio que em muita anda sobrevivendo do turismo dos paulistas e dos brasileiros em geral.

  20. 61 geraldo 2 08/12/2011 14:05

    As praias são lindas, mas o povo que frequenta…hummmm…carioca né? Falar mais nada…

  21. 60 Paulista 08/12/2011 14:04

    Caro Geraldo,não diria injeja mas sim admiração,pois a integração é muito grande entre praia x cidade x morro x luxo x miséria x bandido.De um lado vemos uma linda praia,e do outro uma exuberante favela,é realmente incrivel,parabéns!

  22. 59 Nilton 08/12/2011 13:57

    Paulista não tem inveja do Rio por Rio é Brasil, o Brasil tem lindas praias na Bahia,Ceará e muitas outros estados com praias maravilhosas para mim até mais lindas que as do Rio, mais isto não conta por eu só um….

  23. 58 Maura Oliveira 08/12/2011 13:47

    Por serem tão boas, é que os paulistas vem pricipalmente para as praias do sul do estado.

  24. 57 Aharon 08/12/2011 13:46

    Tem alguma onde não haja bala perdida? ou arrastão? Gostei desta que tem um paredão de pedra, boa pra se esconder mas péssima pra fugir.

  25. 56 Aldinéa 08/12/2011 13:44

    Nosso Rio de Janeiro é lindo mesmo…é verdade que muito carioca como eu ainda não conhece boa parte dessa maravilha.

  26. 55 Renato Zogahib 08/12/2011 13:41

    É um privilégio mesmo, qual mega cidade do mundo que foi presenteada por tanta natureza?

  27. 54 Getulio 08/12/2011 13:36

    O Rio é lindo maravilhoso, SÓ NAS FOTOS, porque ao “vivo” fede a urina e tem muita sujeira nas ruas. Paulistas não tem inveja de voces não, é voces que tem inveja dos Paulistas. Vá procurat o que fazer su invejoso.

  28. 53 Marcos Alexandre 08/12/2011 13:34

    OS PAULISTAS TEM QUE SE CONTENTAR COM O RIO TIETE RSRSRS

  29. 52 cinei 08/12/2011 13:32

    Perto dos bairros ou das favelas?

  30. 51 geraldo 08/12/2011 13:28

    É por isso que os paulistas tem inveja dos cariocas, as praias são todas lindas e perto dos bairros.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.